quinta-feira, 01 abril 2021 15:27

Na Calhau Surf School podes respirar surf 24 horas por dia

Rodolfo é também o fundador do Hotel Vila Bela e Nature Madeira Guest House

Rodolfo é, atualmente, o dono e instrutor da Calhau Surf School, na ilha da Madeira, no Porto da Cruz. A par desta escola de surf de referência na ilha da Madeira, Rodolfo tem outros projetos, como o Hotel Vila Bela e a Nature Guest House, para que as pessoas possam ficar alojadas enquanto usufruem de aulas de surf com muita qualidade. O mais recente projeto deste arquiteto é a Ohana, uma escola de surf mais dedicada às famílias.

Estivemos à conversa com o Rodolfo, que nos contou um bocadinho sobre a sua paixão pelo surf e a sua veia de empreendedor. Vem conhecer a Calhau Surf School e outros projetos que te vão deixar cheio de vontade de voar até à ilha da Madeira! Se és local, então não deixes de aproveitar esta oportunidade tão pertinho de ti. 

 

 

Surftotal: De onde surgiu a vontade de ensinar e de tirar o curso para ser instrutor?

Rodolfo: Sempre gostei de ensinar, sempre fui uma pessoa comunicativa. Ia para a praia com amigos, fazíamos surftrips pra Peniche... e sempre fui habituado a estar em grupo com outros surfistas e a passar a mensagem.

Sou arquiteto e quando terminei o curso não havia muitos trabalhos nesta área. Comecei a dar aulas de Educação Visual (no liceu e no ensino básico). Mas o que eu queria mesmo fazer era arquitetura... Sempre tive esta aptidão para o ensino. Os alunos gostavam do meu trabalho e até pintámos murais gigantes com temas de surf. Tinha sempre a ideia de dar uma nova perspetiva do ensino às pessoas, ensinar “out of the box” e não da maneira tradicional. Acho que cativa mais e transmite motivação e interesse.

Sou de Carcavelos e vim para a Madeira em 1995. Nessa altura nem falava em escolas de surf. Trabalhei como arquiteto e tinha uma surfshop, então pensei: já visto as pessoas, agora falta pô-las a fazer surf. Quis abrir a escola e ainda não tinha o curso de treinador porque a Federação não administrava cursos. Assim que abriram, vim ao continente fazer. Há dois/três anos, fiz o curso de treinador nível II.

 

 

 

Surftotal: És também o fundador do projeto Hotel Vila Bela e Nature Guest House. Conta-nos um bocadinho deste projeto, como e quando surgiu…

Rodolfo: Tive um colega arquiteto que estudou comigo que era da Madeira e criámos uma boa amizade. Eu vinha frequentemente à Madeira. Quando descobri esta ilha pensei: isto é um sítio espetacular, ondas por todo o lado, bom tempo, boas pessoas, boa gastronomia. Aqui na Madeira, continuei a trabalhar como arquiteto e fiz muitos projetos, pois a ilha estava num boom de construções. Fiz muitos trabalhos enquanto fazia surf.

Em 2008, quando começou a crise, pensei que arquitetura ia estar difícil durante uns anos e, já tendo a surfshop e a escola de surf, decidi avançar com o projeto do hotel: já que vestia e ensinava as pessoas, queria também um sítio para poderem dormir e comer. E assim surgiu o Hotel Vida Bela.

 

 

“Assim, já tinha fechado o ciclo: as pessoas podiam estar comigo de manhã à noite”

 

Mais tarde, abandonei a surfshop e dedicámo-nos à hotelaria, à escola e ao restaurante. Desta forma, conseguimos oferecer um serviço completo. Temos o Hotel Vila Bela e Nature Madeira Guest House. O Hotel Vila Bela foi uma recuperação de um hotel que existia no Porto da Cruz. É um pequeno hotel com 12 quartos e hoje em dia já não é possível construir naquela posição, pois está a cinco metros da água (está mesmo em cima da água). Hoje em dia, isto é impossível. O Nature Guest House era um prédio com três pisos que estava desativado e então fizemos um apartamento para uma família, no topo e mais cinco quartos com casa de banho privativa. Em baixo, temos um bar que chamamos de surfclub, onde fazemos convívios com os nossos surfistas, mostramos os vídeos de surf e as fotografias da sessão do dia. No pacote de surf também está incluído o pequeno-almoço, ou seja, os alunos podem estar quase 24 horas sobre o nosso teto, a respirar e a viver surf.

 

 

“Quando compram um pacote de cinco aulas, em cinco dias têm uma evolução bastante grande no surf”

  

 

Surftotal: Como caracterizas a Calhau Surf School e o que é que ela significa para quem tem vontade de aprender e aperfeiçoar o seu surf? Fala-nos um bocadinho desta escola e das suas preocupações na qualidade do ensino.

Rodolfo: Quando cheguei à Madeira havia aquele estigma de que esta ilha só tinha ondas grandes, entradas e saídas cheias de pedras e que era hardcore. Mas, com o tempo, deu para perceber que havia outras praias e daí eu montar a escola, porque o núcleo central é o Funchal e era sempre preciso ir pra outros sítios da ilha. Os acessos eram difíceis e sempre houve o estigma de que eram ondas grandes, então os locais não tinham maneira de ir fazer surf ou era difícil para eles e os novos não tinham carta de condução.

Há 10 anos criei, oficialmente, a escola (a Calhau Surf School). Na altura, a primeira escola que a existir era um clube, só havia um, era o único que exisitia e todos os surfistas pertenciam a esse clube. Abriu também uma escola, que ainda hoje existe, e dava aulas aos miúdos. A escola foi crescendo e surgiram outros clubes, começando a haver mais hipóteses de dar aulas aos locais.

Mas eram precisas escolas de surf que prestassem um serviço vocacionado também para os estrangeiros e foi assim que começaram a surgir as primeiras escolas. A nossa foi das primeiras a trabalhar de uma forma mais profissional e organizada e, a partir daí, mais escolas surgiram.

 

 

 

Hoje em dia, praticamente todas as escolas da região têm um nível de ensino superior. A Madeira é um local de eleição e de escolas premium, com bons serviços, bons materiais e, pela dificuldade que é dar uma aula na Madeira (que não é igual ao continente. Há muitas pedras e acessos difíceis ao mar) as escolas devem cobrar, pelo seu serviço, um valor um pouco acima da média que existe no continente. Penso que é preferível termos menos alunos por escola e assegurar a qualidade do serviço. 

Também faço Surf guide – vou com as pessoas aos sítios nas horas certas, para eles apanharem ondas e as pessoas ficam muito satisfeitas com o serviço e descobrem que na Madeira também é possível surfar pra outros níveis.

Conseguimos também dar apoio na leitura do mar, não só nas aulas, mas se alguém aluga uma prancha, fazemos um acompanhamento das sessões, damos dicas para o seu nível, para as condições, spots- briefing... Isto para que as pessoas se consigam divertir e usufruir ao máximo.

Temos muitos instrutores para podermos dar às pessoas um acompanhamento bastante próximo e personalizado. Quase todos têm ou estão a tirar o curso de Instrutor de Surf de Grau I e a escola está certificada pela Federação Portuguesa de Surf. Os instrutores conseguiram perceber qual o propósito da escola: trabalhar com o coração e fazer com que as pessoas se identifiquem e façam parte de uma família/amigos, faz com que retornem. Envolver as pessoas na atmosfera do surf e recriar como se fosse um surfista do dia-a-dia.

 

 

 

Surftotal: Estás a desenvolver também a escola Ohana. Qual a principal diferença para a Calhau? Ou seja, se quiser aprender, como devo escolher uma ou outra?

Rodolfo: A primeira escola a surgir foi a calhau (já tem 11 anos) e, como temos muita procura de surfistas e famílias e o facto de termos criado a Nature Madeira Guest House onde tem um apartamento e onde é possível acomodar famílias, resolvemos fazer este projeto novo- a Ohana. Significa família em havaiano. Quisemos mostrar uma ligação ao Havai, porque existem muitas semelhanças entre a Madeira e o Havai. Houve, no século passado uma grande emigração de madeiranses para o North Shore. Existe uma série de nomes de ruas portugueses, o ukelele foram os madeirenses que levaram para lá, assim como vários pratos e doçarias (como malaçadas), daí a relação para o nome da nova escola.

A marcação das aulas da Ohana é feita através do site da Calhau, pois o site da Ohana ainda está a ser desenvolvido. Esta escola é independente da Calhau, a calhau é a “mãe” e esta é a “filha”. Abriu há pouco tempo, antes da pandemia.

 

 

“Temos tido várias pessoas que repetem a experiência e são vários os comentários nas redes sociais que demonstram a amizade e a empatia que as pessoas criam connosco e o grau de satisfação”

 

Sabe mais sobre a Calhau Surf School, Hotel Vila Bela e Nature Guest House aqui

Itens relacionados

Perfil em destaque

Scroll To Top