Ricardo Aragão Ricardo Aragão

Itens relacionados

terça, 17 dezembro 2019 16:07

DEEPLY UM GIGANTE DO SURF EM PORTUGAL NA CONQUISTA DA EUROPA

A Surftotal esteve à conversa com o Director de Marketing da Deeply ...

A marca Portuguesa de Fatos de surf e vestuário de estilo de vida de Surf, a Deeply, tem vindo a contrariar todos os paradigmas e é neste momento e pelo segundo ano consecutivo a Marca de Fatos de Surf mais vendida em Portugal.

Num mercado tradicionalmente dominado pelas marcas de Surf Australianas e Norte Americanas esta Marca Portuguesa com o cunho Sonae tem vindo a efetuar um trabalho digno de registo adaptando e desenvolvendo os seus produtos para o Mercado Português, há cerca de 15 anos a esta parte, e mais recentemente a nível Europeu.

Podemos quase afirmar que a Deeply poderá mesmo ser ou já é neste momento a Marca de Surf criada na Europa mais reconhecida a nível Europeu e tecnologicamente mais avançada.

A Surftotal esteve à conversa com Ricardo Aragão, o director de Marketing da Deeply que em tom de balanço nos fala da Marca, da sua realidade e estratégia para Portugal, Europa e Mundo.

 

 

 

"A DEEPLY já não vende os seus produtos na SportZone"

 

 

 

Num ano onde a Deeply se automatizou em relação à Sportzone que desafios a marca enfrentou em 2019?

Ao dia de hoje a DEEPLY já não vende os seus produtos na SportZone. O nosso principal ponto de venda é a nossa loja online, deeply.com mas também temos vindo a trabalhar com parceiros especializados no universo surfista, procuramos sempre as lojas de referencia no surf nos vários mercados onde estamos presente, em particular em França e Espanha.
A DEEPLY continua a ser uma marca do grupo Sonae e capitaliza todo o know-how do grupo na sua estratégia de crescimento quer internamente quer para fora de Portugal, mas tem uma estratégia clara e totalmente autónoma.

Prevês algum impacto desta mudança no futuro da marca?

Tem vários impactos, desde logo, a marca apresenta-se hoje ao mercado com um posicionamento distinto do que teve no passado e isso obriga a um esforço grande para que os  Clientes nos percebam dessa forma.
Com uma estratégia de marca distinta, a nossa atuação no mercado, sofre naturalmente alterações, desde a forma como pensamos e desenhamos o produto, à forma como o comunicamos e naturalmente à maneira como interagimos com o Cliente. Este novo caminho tem também impactos na estratégia de distribuição do produto que passa a ser maioritariamente online e direto ao Cliente.

 

 

 

"A nossa loja online vende para qualquer ponto do globo,

sendo que para já o grande foco está na Europa."

 

 



Em termos de presença nos canais de distribuição e exportação, que perspetivas para o próximo ano?

A nossa loja online vende para qualquer ponto do globo, sendo que para já o grande foco está na Europa. Este ano tencionamos mais que duplicar as nossas vendas no canal digital e temos feito também esforço de presença física quer pela presença da marca nas melhores escolas de surf quer pela parceria com retalhistas de referência em cada mercado. Ou seja, tendencialmente não serão grandes cadeiras de desporto como as chamadas “grandes marcas” mas sim mais marcas de nicho.
Para o ano 2020, com vários novos projetos que estamos a desenvolver, e que a seu tempo daremos a conhecer, prevemos continuar com um forte crescimento.

 



A Deeply tem vindo a incrementar a sua aposta em patrocínios dentro e fora de portas, é uma estratégia a manter?

A nossa aposta em Portugal e alguns países na Europa será para manter. Destes, Espanha e França têm a nossa prioridade.
São vários os eixos onde incidem os nossos patrocínios.
Os Atletas, pois dão visibilidade à marca, têm milhares de followers nas suas redes sociais e têm um papel crucial no desenvolvimento dos nossos produtos, quer técnicos quer nas coleções.
As escolas de surf, pois acreditamos na inclusividade e não falamos apenas com e para surfistas experientes, mas sim com todos aqueles os que querem se identificam com o surf way of life.
Os eventos de surf, que para além de reforçarem a notoriedade da marca que ainda é jovem fora de Portugal, nos aproxima do nosso target e ajudam a apoiar e divulgar o surf enquanto desporto mas também o seu “way-of-life”
Os influencers e embaixadores, pois sendo nós uma marca com forte presença digital, acreditamos que estes embaixadores, que partilham os mesmos valores que a Deeply, podem representar e divulgar a marca, fortalecendo assim a nossa presença nas redes socias junto do nosso target.

Ou será ainda mais reforçado?

Este ano fechamos um acordo com a WSL (World Surf League)  para 2019 e 2020 onde somos o Main Sponsor de um grande evento de surf mundial que decorre em Agosto em França.
É o nosso primeiro evento como Main Sponsor que claramente simboliza uma maior presença e força da marca no surf e especialmente por ser numa etapa de qualificação mundial que decorre em França.
Recentemente demos as boas vindas na Deeply, à melhor surfista europeia de todos os tempos, a francesa Johanne Defay, que se junta assim ao nosso team de atletas.
Foi um sinal com muito impacto no mundo do surf e claramente uma mensagem de que a Deeply está mais forte e reforçada.
Temos vindo a desenvolver parcerias, como a que fizemos com os Hoteis Selina e com a Hydroflask por exemplo e temos mais algumas em desenvolvimento.

 

 

"Pelo segundo ano consecutivo somos líderes em Portugal."

 



Estudos apontam que a Deeply se mantém, pelo segundo ano consecutivo, a marca de fatos de surf mais usada em Portugal. Quais foram os maiores factores que contribuíram para esta posição?

Há cerca de 6 anos críamos na Deeply uma equipe de trabalho, onde fazem parte também alguns atletas, com um objetivo muito claro: fazer os melhores fatos de surf do mercado.
Também mudamos de fornecedor para garantir que tínhamos acesso ao melhor neoprene (material de que são feitos os fatos de surf) do mercado.
Por último, fomos ouvir o cliente. E aqui fomos mesmo exaustivos. Ouvimos os chamados Pros que fazem surf todos os dias. Os amantes do surf mas que praticam com menos regularidade e também fomos às escolas de surf falar com quem é novo neste mundo surfístico.
Daqui resultaram diferentes gamas de fatos na Deeply, cada uma direcionada a um target específico e que corresponde ao best in class para cada target.
Numa perspetiva de produto foi dada especial importância ao design, aos materiais,  ao corte do fato, às cores e ao preço de forma a tornar este mix um produto com um posicionamento muito distinto no mercado .
Foi, na altura, uma ideia muito arrojada, mas a verdade é que 3 anos depois começaram a surgir os resultados e pelo segundo ano consecutivo somos líderes em Portugal.

Estando a Deeply inserida num segmento de mercado onde abundam players globais dominantes quais são os maiores desafios que a marca enfrenta

Os grandes players globais têm para além de uma história de marca longa, pois estão presentes há muitos mais anos do que nós, orçamentos de marketing muitíssimo superiores e por isso mesmo temos que ser muito criteriosos na forma como investimos o nosso orçamento.
Na Deeply apostamos numa abordagem mais próxima, desenvolvendo uma abordagem para cada país que estamos presentes. Por exemplo, temos no nosso team de atletas os Campeões Nacionais de Surf portugueses, Vasco Ribeiro e Camilla Kemp, o atual campeão Francês de surf, Maxime Huscenot, o espanhol campeão europeu em 2016 , Jonathan Gonzalez, e a campeã  europeia por vários anos, a francesa Johanne Defay e conciliamos isso com embaixadores e influencers locais e parceiros locais .

 

 

 

 

"O surf tornou-se num desporto e estilo de vida muito apelativo

a todas as grandes marcas fashion"

 

 



Ao dia de hoje quem consideras os principais concorrentes da Deeply? E qual é a ambição da marca em termos de crescimento de vendas?

Hoje em dia não são só as marcas de surf que fazem parte da concorrência. O surf tornou-se num desporto e estilo de vida muito apelativo a todas as grandes marcas fashion. Vemos inúmeras coleções onde o surf é a principal fonte de inspiração. Sabemos que não são marcas de surf autênticas, mas não as podemos ignorar como concorrentes.
Na Deeply, um dos nossos valores recai sobre a autenticidade na ligação ao surf e à natureza. Toda a nossa equipa vive o surf de forma apaixonada. Diariamente falamos com os nossos atletas patrocinados para partilhar ideias. Em cada trimestre juntamos a equipa e fazemos uma limpeza numa praia carismática de forma a preservarmos a natureza.
Temos na nossa homepage um menu exclusivamente dedicado à sustentabilidade que explica as várias ações e processos em que estamos a trabalhar.
Acreditamos que estas ações são diferenciadoras e nos ajudam no nosso crescimento enquanto marca e também em vendas.  
A nossa ambição é grande e queremos continuar a crescer fortemente mas é o Cliente que decide e é a ele que cabe avaliar a nossa proposta de valor na comparação com as restantes e escolher.
Acreditamos no caminho que estamos a fazer e isso inspira-nos para dar o nosso melhor a cada momento.

 

 

 

"É imperativo para a Deeply trabalhar com o “selo” da inovação."

 

 

 

 


O foco na Inovação tem estado na ordem do dia. Qual a importância da mesma no crescimento da Deeply?

A nossa oferta de produtos é dividida entre os produtos técnicos – como por exemplo os fatos de surf e os skate e o Lifestyle – têxtil, boardshorts e swimwear.
A inovação entra de forma constante nas duas famílias de produtos, na escolha das matérias primas, na forma com as combinamos, etc.
Conhecemos bem as necessidades dos clientes pois vivemos o surf no dia a dia e isso reflete-se na nossa oferta. É imperativo para a Deeply trabalhar com o “selo” da inovação.
Recentemente introduzimos um novo tipo de neoprene que mantem mais tempo quente o corpo do surfista quando faz surf em águas frias. No têxtil, criamos produtos com materiais que já foram anteriormente usados.

Quantos novos modelos são desenvolvidos por ano? Que tipo de categorias mais vendem? Em termos de números médios, quantos fatos de surf são vendidos anualmente?

Na parte técnica dos fatos de surf temos 4 gamas que vão desde o surfista Pro ao surfista iniciante. No têxtil temos coleção para mulher e homem onde temos uma gama muito alargada desde camisas, t-shirts, vestidos, camisolas, casacos e também mais focado na praia como calções de banho, biquínis e acessórios de praia.
Na nossa loja online vendemos mais os produtos técnico como fatos e acessórios, skates, etc., enquanto que nos pontos físicos o peso do mais têxtil é mais elevado. O cliente gosta de sentir os materiais e os nosso produtos tem muita qualidade que é percebida mais facilmente quando tocamos e experimentamos o produto.
Em Portugal temos cerca de um quarto do mercado em fatos, somos aproximadamente entre 120 a 250 mil praticantes no verão, logo é fazer as contas ?

 

 

"O nosso objetivo de fazer crescer a marca no espaço europeu

e mais tarde nos restantes continentes"

 

 

Na tua opinião a Deeply é já uma marca global?

No início de 2017 a Deeply só podia ser comprada em Portugal e Espanha. Com o lançamento e abertura da loja online a toda a europa e resto do mundo as vendas fora da península começaram a ter expressão na Deeply.
Mesmo ao nível dos nossos seguidores nas redes sociais o peso dos restantes países já tem dois dígitos.
Temos vendas em vários países da europa onde não fizemos nenhum tipo de investimento de marketing e já algumas dos EUA e Austrália.
É claro o nosso objetivo de fazer crescer a marca no espaço europeu e mais tarde nos restantes continentes.

 



O Natal está já aí …. Alguma oferta especial?

Para este ano a Deeply preparou uma campanha solidária com o intuito ajudar associações, em Portugal, Espanha e França, que usam o surf como forma de terapia com o objetivo de promover um estilo de vida mais saudável e equilibrado.
A ação é bastante simples: por cada registo de email e/ou compras na www.deeply.com a Deeply doará 1€.
Todo o dinheiro angariado pela ação será distribuído pelas associações que fazem parte deste projeto solidário. Está ação terminará a 23 do mesmo mês
Podes participar de forma gratuita e descobrir toda a informação sobre este projeto aqui .

 



Perfil em destaque

vimeo

 

 

Scroll To Top