NICOLAU VON RUPP NOS 15 FINALISTAS DO XXL BIG WAVE AWARDS Imagem Pedro Miranda

Itens relacionados

quinta, 02 maio 2019 10:58

NICOLAU VON RUPP NOS 15 FINALISTAS DO XXL BIG WAVE AWARDS

A surftotal esteve à conversa com Nic Von Rupp para saber mais sobre este momento tão importante da sua carreira, o que o move, e quais os seus objetivos...

O surfista Português, Nicolau Von Rupp, de 28 anos da Praia Grande em Sintra, está entre os 15 finalistas da categoria Performance Of The Year dos XXL Big Wave Awards da World Surfing League, orgão máximo que tutela o surf profissional a nível global.

O XXL Awards 2019 terá lugar hoje, 2 Maio em Los Angeles na Califórnia.

Nos últimos 15 anos, este evento que é realizado com o objectivo de premiar as maiores ondas da temporada de ondas grandes, jamais viu um Português chegar ao Top 10 da categoria Performance Of The Year e caso Nicolau Von Rupp fique entre os sete primeiros lugares, será-lhe atribuído um wildcard que lhe garantirá uma vaga integral para o Big Wave Tour 2020 que tem início em Outubro na Praia do Norte, Nazaré."

 

A surftotal esteve à conversa com Nic Von Rupp para saber mais sobre este momento tão importante da sua carreira, o que o move e quais os seus objetivos.

 

Imagem Alan van Gysen

 

-Nos últimos anos os teus desempenhos em todo o tipo de condições e plataformas têm provado que és um surfista completo.

Esta é a tua forma de te desafiares e continuar a progredir?

A mim o que me desafia no surf é a evolução, o desafio de tentar ser melhor todos os dias, puxar os limites todos os dias, quer seja em ondas pequenas ou ondas grandes, mas hoje em dia principalmente em ondas grandes. O que me motiva é viver no edge, ter todos os dias o objetivo de melhorar, seja dropar mais atrasado, encaixar mais profundo, fazer um tubo mais comprido. Quero estar cada vez mais no limite nas ondas grandes, é isso que me dá motivação para acordar todos os dias de manhã e ser melhor. Não é algo consciente, é subconsciente, a minha personalidade é assim, mas é assim que tenho melhorado.

-Recentemente lançaste o vídeo “Brusco” onde podemos ver as tuas últimas sessões épicas em ondas grandes. Desde já parabéns, é simplesmente monstruoso!

A tua intenção com este lançamento foi fazer uma chamada de atenção à organização da World Surf League (WSL) para te darem o tão ambicionado e muito merecido convite para o Big Wave Tour (BWT)?

Sim. Eu acredito que tive um grande inverno este ano, desde Mavericks a Nazaré, foi muito consistente. A intenção deste vídeo era mostrar à WSL que eu mereço estar no Tour e que sou um performer do ano, este ano. Neste momento estou entre os 15 nomeados do Big Wave Awards como Performer of the Year e se ficar entre os 7 primeiros lugares ser-me-á atribuído um wildcard para competir no Big Wave Tour 2020, e é esse o meu objetivo.

 

Imagem Pedro Miranda

 

-No vídeo, que correu o mundo inteiro, mostras a tua sessão nas esquerdas de Mavericks. Poucos surfistas tiveram a audácia de abordar o perigoso slab nos últimos anos, o que para ti poderá ser uma vantagem. Uma vez que tens um talento natural para os slabs, sentes-te confortável neste tipo de condições?

Antes de começar a temporada defini o objetivo de que quero surfar ondas grandes, quero trazer o meu aproach de slabs para as ondas grandes, quero trazer algo de diferente para as ondas grandes e Mavericks foi o exemplo disso. Foi um momento histórico para mim, um momento de concretização, de acreditar num objetivo e levá-lo até ao fim apesar da dificuldade. Estive em Mavericks durante 4 dias e não conseguia dropar uma onda para a esquerda porque é realmente uma onda complicada. No último dia consegui fazer aquilo que era o meu objetivo - surfar uma esquerda. Foi um momento histórico para mim e para a história de Mavericks, pois nunca nenhum surfista tinha surfado uma esquerda daquela forma.

 

Imagem Derek Dunfee

 

- Estivemos recentemente com o Campeão Mundial BWT, Bill Kemper, que para além de nos dizer que gosta bastante de Portugal, mostrou conhecer bem o teu surf descrevendo-te como um surfista muito completo e com grande técnica. O Bill não é o primeiro big rider da elite mundial a elogiar-te e isto mostra-nos que és visto por muitos dos melhores big riders do mundo como um dos melhores surfistas de ondas grandes a nível nacional e internacional. Como te sentes ao ouvir estas opiniões sobre o teu surf?

O Bill é um surfista de ondas grandes da nova geração em que eu também me incluo, tal como o Lucas Chumbo, Nathan Florence, tudo surfistas com uma técnica elevada que quer elevar o nível de surf do Big Wave Surfing e para isso é preciso ter técnica. Orgulho-me ouvir essas palavras do Bill, sem dúvida alguma, mas não me surpreende porque eu acredito no meu potencial. Sei onde estou, sei onde quero chegar e isto é apenas o início.

 

- Quais são os teus planos no futuro? Vamos continuar a ver-te surfar em todas as vertentes do surf ou estás mais focado em surfar ondas grandes por todo o globo?

Eu quero é passar tempo dentro de água, quer seja em ondas pequenas ou em ondas grandes. Quero continuar a competir no QS, fazer algumas provas, mas o meu foco principal é o Circuito Mundial. Espero conseguir qualificar-me e elevar o meu nível nas ondas grandes fazendo a diferença neste tipo de condições. Surfar linhas nunca antes surfadas nas ondas grandes é o que eu quero fazer e é assim que quero deixar a minha marca no meio do surf.

 


Perfil em destaque

  • TIAGO GUERRA - 9 ANOS - LISBOA TIAGO GUERRA - 9 ANOS - LISBOA

    O perfil desta semana chega-nos de Lisboa e, embora a sua idade ainda se conte pelos dedos das mãos, o titulo de campeão já faz parte do seu currículo...

vimeo

 

 

Scroll To Top