A Fotografia de Guilherme Limas em destaque. A Fotografia de Guilherme Limas em destaque. Foto: Guilherme Limas

Itens relacionados

sexta, 31 agosto 2018 16:19

O Raio X de Guilherme Limas

Mais um fotógrafo que nos mostra o seu trabalho e conta o que o move neste meio…

 

Continuamos a abrir espaço a talentos e imagens de novos fotógrafos de surf (e não só). Por esse motivo, optámos por revelar hoje um novo Raio X. Guilherme Limas é um dos fotógrafos que podemos encontrar pelas praias do distrito de Aveiro e que nos conta, já de seguida, o que o move no mundo da Fotografia.

Fica a conhecer então o seu trabalho…

 

Todas as imagens de Guilherme Limas | Facebook

 

Antes de mais, faz-nos uma apresentação pessoal… 

Sou o Guilherme Limas, local da Praia da Vagueira, concelho de Vagos, distrito de Aveiro. Duas das minhas paixões são o Surf e a Fotografia e nada melhor do que poder conciliá-las sempre que possível. Podem conhecer melhor o meu trabalho fotográfico na minha página - Facebook.com/guilhermelimas

 

 

O que mais te motiva na Fotografia?

Acho fantástico o poder que a Fotografia tem de captar e eternizar milésimos de segundo que de outra forma seriam impercetíveis aos nossos olhos e cérebro. Aprimorar a capacidade de olhar e ver pormenores que aos outros passam despercebidos.


 

Tens um sítio preferido para fotografar?

Por motivos óbvios as praias da minha zona são as mais visadas, mas não perco a oportunidade de fotografar os grandes eventos de surf em Portugal ou as grandes ondulações do inverno.

 

 

Que tema preferes e quais os teus fotógrafos favoritos?

Gosto de explorar todos os grandes temas da Fotografia: da Natureza ao Retrato, das Tradições às Viagens e aprecio particularmente a fotografia a Preto e Branco. No que toca ao tema Surf, gosto da ação e das grandes manobras, mas também dos pormenores como ondas solitárias ou lineups vazios, jogos de luz e formas aquáticas irrepetíveis. Não tenho um ídolo fotográfico que possa destacar, mas procuro uma cultura visual abrangente, construída ao longo de muitos anos de consumo de revistas em papel nacionais e internacionais, e da visualização de dezenas ou centenas de fotos por dia em sítios da internet.

 

 

A lente de que mais gostas? Porquê?

Gosto de todas as lentes que possuo, por isso todas elas têm o seu motivo para ocupar o espaço e fazer peso na mochila. A grande-angular para paisagem, a 70-200mm pela versatilidade, a teleobjetiva pela aproximação ao motivo, a macro para os pequenos pormenores e a GoPro pela diversão na água. 

 

 

Qual a tua melhor fotografia de sempre?

As minhas fotografias favoritas estão guardadas na minha memória e foram captadas pelos meus olhos apenas. A Fotografia como Arte é tão subjetiva que é imensurável. Não é a imagem que tem mais likes que é a melhor ou a que ganhou algum concurso. Se uma Fotografia fizer alguém parar e olhar duas vezes então já é uma boa Fotografia, caso contrário é mais uma semelhante a tantas outras que cai no esquecimento. Quando uma fotografia consegue despertar algum sentimento ou emoção, então o fotógrafo fez um bom trabalho.

 

 

O que faz de ti um fotógrafo diferente?

Penso que ser surfista ajuda na fotografia de surf, porque se compreende o timing das manobras e ajuda a antever o momento decisivo. Também estar profissionalmente ligado às Artes ajuda a ter uma visão mais criativa da fotografia e, por fim, saber editar com conta, peso e medida. A Fotografia não se limita ao ato de carregar no botão do obturador, começa ainda antes de olhar pela objetiva e termina na câmara escura ou no editor digital.

 

 

Um sítio onde gostarias de fotografar?

Já tive oportunidade de fazer algumas viagens de sonho consideradas obrigatórias para muitos fotógrafos, tais como Austrália, Bali, Nicarágua, Marrocos, Islândia, França, Itália. Um dos destinos que está em falta é a Índia, não tanto pelo surf mas mais pela sua multiculturalidade e fotogenia. No surf, uma “boat trip” com amigos por ilhas tropicais com água quente e cristalina e ondas perfeitas é sempre uma opção a considerar para fugir ao nosso inverno. Mas enquanto esses dias não chegam, vou fotografando e surfando com os amigos, num qualquer pico secreto, e vivendo o local onde estamos como sendo a melhor praia do mundo.

 

--

Aproveita para rever o Raio X anterior, aqui

 

 

Perfil em destaque

vimeo

 

 

Scroll To Top