O galego Gony Zubizarreta venceu o ano passado no Guincho. O galego Gony Zubizarreta venceu o ano passado no Guincho. Foto: Pedro Mestre/ANSurfistas

Itens relacionados

terça, 05 setembro 2017 15:25

Cascais define título nacional de surf dentro de duas semanas

Bom Petisco Cascais Pro é o palco da decisão máxima do surf nacional…

 

Começou a contagem decrescente para a conquista do título nacional da Liga MEO Surf. Entre os dias 14 e 16 de setembro, o Bom Petisco Cascais Pro vai levar os melhores surfistas nacionais até à Praia do Guincho para a mais importante decisão do ano: quem será o campeão português e irá receber o convite para participar no MEO Rip Curl Pro Portugal?

 

Com o título nacional feminino já entregue, pelo segundo ano consecutivo a Carol Henrique, que conquistou o título em agosto passado, a competição masculina ganha especial enfoque, não apenas pelo que está em jogo mas também por aqueles que estão na corrida pelo galardão de 2017: Vasco Ribeiro, Pedro Henrique, Tiago Pires e Miguel Blanco.

 

Apesar de estar afastado da corrida ao título deste ano, Ruben Gonzalez, surfista da praia do Guincho, recordista de títulos nacionais com quatro, vai seguir a prova com atenção e sem medo de ver o seu recorde igualado, no caso de uma vitória de Ribeiro. 

 

“É sempre bom competir em casa. Nesta altura do ano, há várias ondulações que costumam levar boas ondas até ao Guincho. Os quatro surfistas que estão na disputa pelo título nacional são muito experientes e têm estado muito bem, ainda que o Vasco esteja em maior destaque pela forma consistente que tem apresentado e, por isso, talvez seja o favorito. Se ele ganhar, vai igualar o meu recorde de títulos, o que acho muito bem. Já era tempo e os recordes são para ser batidos. Vai ser uma luta muito engraçada de ver,” disse o surfista cascalense. 

 

 

Carlos Carreiras, Presidente da Câmara Municipal de Cascais, onde é já tradição a Liga terminar, explica que “Começa a ser uma tradição: Cascais é outra vez o palco das grandes decisões do surf nacional. Um concelho de campeões no surf só pode coroar os melhores do ano. E é com muita satisfação que vemos a Carol Henrique, uma luso-brasileira radicada em Cascais, como campeã nacional pelo segundo ano consecutivo. Nos masculinos, também torcemos pelos cascalenses. E torcemos, sobretudo, por mais uma grande etapa, com grandes ondas e o melhor surf. A todos os que vêm competir a última etapa da Liga Meo Surf, sejam muito bem vindos a Cascais, a capital do surf”.

 

Para acompanhar, de perto e atentamente, dentro de duas semanas: www.ligameosurf.pt

Perfil em destaque

Scroll To Top