Itens relacionados

terça, 14 março 2017 12:53

Liga Nacional de Surf começa na Ericeira dentro de duas semanas

Principal competição nacional de surf anunciada hoje de manhã com muitas novidades…

 

Está dado o pontapé de saída para o começo da Liga MEO Surf 2017. A principal competição nacional de surf, que atribui os títulos nacionais máximos da modalidade, foi apresentada esta terça-feira no Museu do Desporto em Lisboa, revelando várias novidades para este ano, com a presença dos campeões nacionais em título, os irmãos Pedro e Carol Henrique, assim como dos surfistas de topo Tiago Pires e José Ferreira.

 

“Estou contente por a Liga estar prestes a começar. É uma boa oportunidade para começar a competir novamente e ganhar ritmo, porque não têm havido muitos campeonatos. 2016 foi um ano excelente para mim e tenho treinado muito para voltar a fazer bons resultados, pódios e vitórias!” explica o surfista campeão nacional de 2016.

 

Foram vários os temas apresentados relacionados com as provas de 2017, suas datas, patrocinadores, troféus, eventos paralelos, media e plataformas de transmissão, destacando-se a introdução do 'Road to MEO Rip Curl Pro’, que assegura a definição do wildcard que se irá juntar a Frederico Morais na etapa portuguesa do World Tour – o MEO Rip Curl Pro; e o ‘MOCHE Groms Cup’, um desafio por etapa para 12 surfistas sub-16, em quadro misto masculino e feminino.

 

No plano desportivo é de destacar a inclusão da Figueira da Foz no calendário, mantendo-se as tradicionais etapas da Ericeira, Porto/Matosinhos, Sintra e Cascais. Relembre-se que a Figueira da Foz já foi palco de várias edições da etapa portuguesa do circuito mundial, e volta a receber os melhores surfistas nacionais depois da última edição em 2012.

 

O calendário para 2017 é então o seguinte:

 

1.ª etapa - 24 a 26 de março – Allianz Ericeira Pro 

2.ª etapa - 12 a 14 de maio – Renault Porto Pro 

3.ª etapa - 2 a 4 de junho – Allianz Figueira Pro

4.ª etapa - 14 a 16 de julho – Allianz Sintra Pro

5.ª etapa - 14 a 16 de setembro – Bom Petisco Cascais Pro

 

Outro eixo em consolidação é a premiação aos surfistas que, de ano para ano, tem vindo a subir consistentemente e, em 2017, será de 90.000€, um incremento de 11% face a 2016. Inclui-se aqui a Allianz Triple Crown, que já vai na sua 3.ª edição com um cheque anual de 6.000€, repartido entre os vencedores no masculino e feminino, e ainda a disputa da melhor manobra e os seus 2.500€ anuais atribuídos através da Renault Expression Session. A estes juntam-se agora a premiação da melhor onda por etapa também com 2.500€ anuais com o Somersby Onda Do Outro Mundo e o programa dos Municípios de valorização dos surfistas locais onde as Câmaras Municipais de Mafra, Figueira da Foz, Sintra e Cascais entregarão um cheque global de 1.500€ ao melhor e à melhor surfista local em cada uma das suas provas. 

 

Em complemento à competição pelos títulos nacionais, a agenda de interesse da Liga MEO Surf é também reforçada em 2017 onde, para além das tradicionais atividades dos patrocinadores, passa a contar com um workshop de fotografia Canon da responsabilidade do fotógrafo de surf Ricardo Bravo - a realizar nas etapas da Ericeira, Porto, Sintra e Cascais - e também um programa de empreendedorismo de Surf, mar e ambiente com a presença e promoção de negócios de start-ups locais.

 

No plano de engagement com o público, em cada etapa, os fãs vão poder fazer as suas apostas quanto aos vencedores da etapa, tanto no masculino como no feminino, habilitando-se a prémios como o relógio Search GPS ou fatos E-Bomb da Rip Curl, assim como, um prémio anual de convite completo para o MEO Rip Curl Pro.

 

Francisco Rodrigues, Presidente da Associação Nacional de Surfistas, salienta: “Não podíamos estar mais contentes. Se no final do ano passado, um dos surfistas mais carismáticos da Liga, Frederico Morais, celebrou o seu sonho ao qualificar-se para a elite do surf mundial, em 2017, só podíamos voltar ainda mais fortes. É um momento importante para a ANS porque celebramos 20 anos em julho próximo. Para o efeito, conseguiu-se reunir uma equipa muito sólida de marcas e parceiros que, em conjunto, proporcionam o maior investimento no surf nacional de sempre, com a certeza que a muito competitiva disputa pelos títulos nacionais continuará o seu caminho com vista à criação e ao desenvolvimento de grandes nomes do Surf Português. Deixo um convite a todos para acompanharem o melhor surf nacional. Batam palmas aos vossos favoritos!”.

 

Está dado o mote para a nova temporada! 

Perfil em destaque

  • Raquel Vale Raquel Vale

    Jovem surfista do norte a conquistar todas as atenções esta semana… 

Scroll To Top