Itens relacionados

quarta, 01 março 2017 10:12

ONDAS DO CABEDELO EM ALTA NO ARRANQUE DO CIRCUITO DE SURF DO NORTE

 

Recorde regional de atletas coloca surf e SCV em destaque...

 

O Surf Clube de Viana organizou a 1.ª etapa do Circuito Regional de Surf do Norte, no passado fim de semana, na Praia do Cabedelo. Com 95 inscritos, esta prova registou um recorde regional de surfistas, a par de ondas de alto nível e surf de qualidade. Os atletas da casa estiveram em grande destaque disputando cinco finais. Segundo Eduardo Birra, diretor técnico da etapa, é de louvar o trabalho do SCV na organização desta prova, bem como todo o trabalho que tem vindo a desenvolver ao nível da formação de surfistas.

 

Com mais este recorde de inscrições, Viana do Castelo recebeu cerca de 200 surfistas em duas etapas inaugurais, uma de bodyboard e outra de surf, no espaço de uma semana. Este feito, com assinatura do SCV, contou com o apoio da Federação Portuguesa de Surf e da Câmara Municipal de Viana do Castelo.

O alto nível de ondas, também verificado este fim de semana, contribuiu para o espetáculo, a par de uma estrutura amovível de apoio, que ajudou a prova a adaptar-se às ondas mais apropriadas a cada categoria, facilitando a performance dos competidores. 

 

Os atletas da casa estiveram em grande destaque conseguindo disputar cinco finais. Raquel Vale venceu em Sub 16 Feminino; Mariana Gonçalves, campeã regional em título, ficou em 2º em Sub 18 Feminino; João Maria Pereira foi a duas finais, tendo sido 2º em Sub 12 e 4º em Sub 14; José Correia disputou a final de Sub 18, posicionando-se na 4ª posição.

 

Os grandes vencedores nas seis categorias Esperanças em competição foram: Gonçalo Magalhães, da Associação Onda do Norte (AON), em Sub 18; Catarina Beirão, do Clube Surf do Porto (CSP), em Sub 18 Feminino; Raquel Vale, do SCV, em Sub 16 Feminino; Filipe Cruz, da AON, em Sub 16; Sacha Garcia, AON, em Sub 14; e Francisco Silva, do CSP, em Sub 12.

 

Para Eduardo Birra, esta etapa pautou-se pelo êxito e “colocou a fasquia alta para as que se seguem. Foram 95 as inscrições, o que é um recorde em termos regionais. A prestação dos atletas foi de grande qualidade. O desempenho do SCV foi excelente, como sempre. Pela primeira vez no circuito, tivemos um corpo técnico formado no Norte de Portugal”, refere. 

 

“O estigma, de há vários anos atrás, que no Norte não havia surf de qualidade tem vindo a desaparecer com o surgimento em posições de destaque de mais atletas da região e da formação de surfistas potenciais representantes das cores nacionais. E isso é resultado destes circuitos e de grande número de outras provas que se têm vindo a realizar, a par da interação de atletas novos com os mais experientes e da participação em maior número de estágios das seleções. Sendo de louvar o trabalho levado a cabo pelo SCV e por todas as outras escolas da região”, explica. 

 

Segundo João Zamith, presidente do SCV, além do historial do clube na organização de eventos, um dos seus pilares assenta numa forte aposta nos escalões de formação. E a realização de provas, como as do Circuito de Bodyboard e de Surf, é parte integrante deste processo de formação, que visa aumentar o número de atletas e potenciar a qualidade. 

 

João Zamith acredita que o trabalho que tem sido realizado e os seus resultados efetivos já visíveis irão fazer da Região Norte uma potência do surf.

 

O SCV agradece o apoio da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Instituto Português do Desporto e Juventude, Fundação do Desporto, Junta de Freguesia de Darque, Capitania do Porto de Viana do Castelo e Federação Portuguesa de Surf.

Perfil em destaque

  • Mariana Garcia  Mariana Garcia 

    Tem 17 anos, muito talento e acaba de fazer uma final na Liga Nacional de Surf… 

Scroll To Top