Jácome Correia foi um dos "wildcards" do evento açoriano. Jácome Correia foi um dos "wildcards" do evento açoriano. Foto: WSL

Itens relacionados

quarta, 06 setembro 2017 18:19

Portugueses afastados do QS6000 açoriano

Segundo dia de competição do Azores Airlines Pro pleno de ação…

 

O segundo dia de competição do Azores Airlines Pro 2017 presented by Seat, na ponta Oeste da praia de Santa Bárbara, Ribeira Grande, ainda está a ser realizado, mas já não conta com qualquer português em competição. 

 

As pequenas ondas de meio metro, mais inconsistentes que ontem, foram determinantes no afastamento da armada lusa. 

 

No Heat 1 da segunda fase, logo às primeiras horas da manhã, o local Jácome Correia não conseguiu melhor do que um terceiro lugar na bateria. O brasileiro Jesse Mendes, que lidera a World Qualifying Series neste momento, levou a melhor com o japonês Takumi Nakamura a qualificar-se em segundo. 

 

Depois, já na parte da tarde, no Heat 18, Vasco Ribeiro competiu com Miguel Blanco, mas nenhum deles logrou passar o desafio. O heat foi muito renhido, mas foi o australiano Lliam Mortensen quem acabou por levar a melhor com 13.80 pontos e uma nota de 7.07 pelo meio. Davey Cathels, também da Austrália, revelou a experiência necessária e assegurou o segundo lugar com 13.30 pontos. 

 

Por sua vez, Vasco Ribeiro registou a segunda maior nota do heat (7.13), mas ficou a 6.17 pontos de conseguir a passagem à ronda seguinte com um total de 12.96 pontos. Já Miguel Blanco, com um par de seis, terminou em quarto com 12.47 pontos. 

 

Uma luta inglória para os surfistas portugueses que estiveram quase a qualificar-se. 

 

Cinquenta minutos mais tarde, no Heat 20, entrou na água Tomás Fernandes. O surfista da Ericeira era a última esperança lusa e, embora tenha estado em segundo lugar até aos últimos minutos, acabou por terminar em terceiro lugar (8.53 pontos), atrás do brasileiro Lucas Silveira, primeiro com 10.77 pontos, e o norte-americano Griffin Colapinto que, com 9.06 pontos, garantiu o segundo posto nos últimos instantes. 

 

Desta forma, já não existem surfistas português em prova que neste segundo dia viram nos brasileiros Alex Ribeiro, Yago Dora, Alejo Muniz e Willian Cardoso conseguirem alguns dos mais altos scores. 

 

Resumo do dia disponível em breve.

Perfil em destaque

  • Constância Simões Constância Simões

    Esta semana fomos até à ponta sul do país, ao Algarve, falar com uma nova promessa do surf feminino… 

Scroll To Top