Tiago Pires com desempenho exemplar em Durban. Tiago Pires com desempenho exemplar em Durban. Foto: Poullenot/WSL

Itens relacionados

quinta, 15 junho 2017 08:17

Arranque positivo na África do Sul para armada lusitana 

Prova do WQS iniciou ontem em Durban... 

 

Volskwagen SA Open of Surfing, QS3000 que tem lugar em Durban, África do Sul, até 18 de julho já iniciou e contou com um arranque bem positivo da armada lusa. Tiago Pires, Henrique Pyrrait e Luís Perloiro competiram no Round 1 da 29.ª etapa do WQS e qualificaram-se à fase seguinte. 

 

Luís Perloiro e Henrique Pyrrait competiram nos Heats 7 e 8, respetivamente, e, embora não tenham vencido as suas baterias, mostraram consistência e engenho para garantir o segundo lugar. Perloiro ficou em segundo com 12.50 pontos, atrás do brasileiro Weslley Dantas que somou 13.33 pontos. Já Pyrrait totalizou 9.10 pontos e ficou atrás do japonês Keijiro Nishi que venceu o confronto com 10.30 pontos. 

 

Melhor esteve Tiago Pires, no Heat 16, mais habituado a estas andanças e a um palco que visitou inúmeras vezes ao longo da carreira, tendo terminado em primeiro lugar no seu heat, com 14.10 pontos, remetendo o australiano Kai Warner para 2.º lugar, o japonês Daiki Tanaka para 3.º e o sul-africano Chris Frolich para 4.º. 

 

A armada lusa volta a competir hoje, no Round 2, cuja ação já começou esta manhã bem cedo e viu Jácome Correia, no Heat 2, garantir a passagem à terceira fase do evento em 2.º lugar, atrás do brasileiro Gabriel André. No Heat 7, Henrique Pyrrait acabaria por ficar pelo caminho, em quarto lugar. A mesma sorte teria Luís Perloiro, no Heat 8, que também se despediu na mesma posição. 

 

A bateria de Tiago Pires, a última, Heat 16, terminou há pouco com o experiente surfista português a segurar o segundo lugar, com 11.50 pontos, atrás do sul-africano David Van Zyl que conseguiu pouco mais, 12.00 pontos. Saca também avança na grelha competitiva e mantém-se em prova. 

 

Vale realçar que esta é a segunda prova de uma série de quatro que têm lugar na África do Sul, relativamente à Qualifying Series da WSL, até 9 de julho. 

 

As baterias dos portugueses no Round 3

 

Heat 1: Luel Filipe (Brasil), Eli Olson (Havai), Shane Sykes (África do Sul), Jácome Correia (Portugal)

Heat 2: Tomás Fernandes (Portugal), Nelson Cloarec (França), Gabriel André (Brasil), Jared Hickel (Austrália)

Heat 13: Miguel Blanco (Portugal), Miguel Tudela (Peru), Kaito Kino (Japão), Kael Walsh (Austrália)

Heat 15: Thiago Camarão (Brasil), Dean Brown (Austrália), Yage Araújo (Brasil), Tiago Pires (Portugal)

 

Round de 64:

Heat 2: Michael February (África do Sul), Vasco Ribeiro (Portugal)

 

Perfil em destaque

Scroll To Top