Adriano de Souza, vitória do trabalho, esforço e dedicação. Adriano de Souza, vitória do trabalho, esforço e dedicação. Foto: WSL

Itens relacionados

quinta, 18 maio 2017 10:36

Adriano sobe ao 2.º lugar do ranking mundial após vitória no Rio Pro

Já o português Frederico Morais está agora em 18.º lugar… 

 

O Oi Rio Pro terminou com festa brasileira na Praia de Itaúna. Os fãs brasileiros vibraram com a vitória de Adriano de Souza na final sobre o australiano Adrian Buchan, ontem, em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. 

 

Mineirinho brilhou no último dia da etapa brasileira, a 4.ª do World Tour Championship promovido pela World Surf League. Adriano bateu todos os recordes do campeonato noss quartos de final, barrou a sensação Yago Dora na semifinal e derrotou Adrian Buchan por 17,63 a 17,23 pontos para festejar seu segundo título no Rio de Janeiro. O primeiro, como a Surftotal já tinha adiantado, tinha sido em 2011. 

 

O brasileiro, que foi campeão mundial em 2015, passa agora a dividir o segundo lugar no ranking com o sul-africano Jordy Smith e o australiano Owen Wright. Os três vão chegar na próxima etapa em Fiji com apenas 350 pontos de distância do havaiano John John Florence - campeão mundial em título.

 

"Quero agradecer muito a Deus por esse momento maravilhoso", foram as primeiras palavras de Adriano de Souza no pódio do Oi Rio Pro. "Eu não sentia o gosto do pódio desde dezembro de 2015 e batalhei muito como todos sabem. Essa é a jornada de um atleta, de você se dedicar e não alcançar seus objetivos, mas nunca desisti deles, sempre acreditei e mostrei muita determinação até mesmo nos momentos mais difíceis. Acho que isso mostra como é o nosso país, que, mesmo vivendo na dificuldade, a gente sai todo dia para trabalhar com sorriso no rosto e carregando essa bandeira no peito. Graças a Deus cheguei aqui no pódio, na frente de todos vocês, para comemorar mais uma vitória”.

 

Com a vitória no Oi Rio Pro, Mineirinho subiu ao segundo lugar no ranking mundial que divide com Jordy Smith e Owen Wright. Jordy e Owen ficaram a um passo de tirar a licra amarela de John John Florence que ainda é líder do circuito. Eles tinham conseguido se tivessem passado para as meias finais, mas falharam esse objetivo. O sul-africano perdeu para Adrian Buchan e Owen para Matt Wilkinson. Esta foi a sexta vez que Buchan e Mineirinho se encontraram em fases eliminatórias (man-on-man) em etapas do CT e o brasileiro aproveitou para aumentar a vantagem para 5-1. Ace subiu doze lugares e encontra-se agora em 12.º. 

 

01. John John Florence (HAW) 24,750 pts

02. Adriano de Souza (BRA) 24,400 pts

02. Jordy Smith (ZAF) 24,400 pts

02. Owen Wright (AUS) 24,400 pts

05. Matt Wilkinson (AUS) 16,750 pts

 

ADRIANO DE SOUZA FOI RECORDISTA ABSOLUTO NO RIO

Adriano de Souza dominou Ace Buchan na final e acabou bateu todos os recordes do campeonato nas meias finais - recebendo uma nota de 9,83 pontos (melhor onda) e onde totalizou 18,50 em 20 possíveis (melhor score). Até então as melhores marcas tinham sido de 9,77 pontos do australiano Julian Wilson, no Round 1, e os 18,27 pontos de Wiggolly Dantas, no Round 3.

 

FREDERICO MORAIS EM 18.º LUGAR NO RANKING

O afastamento de Frederico Morais no Round 3, frente a Julian Wilson (16,23 x 16,13 pts), equivale a um 13.º lugar na geral do evento. Depois de um fantástico 5.º lugar obtido na etapa anterior, em Bells Beach, o português subiu mesmo uma posição do ranking e encontra-se agora em 18.º lugar (posição que divide com Kelly Slater depois de este ter descido cinco lugares). 

 

O próximo desafio é o Outerknown Fiji Pro, que tem lugar entre os dias 4 a 16 de junho. Entretanto, fica com o resumo do último dia do Oi Rio Pro: 

 

Perfil em destaque

  • Mariana Garcia  Mariana Garcia 

    Tem 17 anos, muito talento e acaba de fazer uma final na Liga Nacional de Surf… 

Scroll To Top