Itens relacionados

quarta, 17 maio 2017 16:27

História da Cinderela quase se repete no Rio Pro

Yago Dora fica pelas meias finais, enquanto "Mineirinho" arrecada a vitória na 4.ª etapa do WCT… 

 

Adriano de Souza acaba de vencer o Oi Rio Pro, 4.ª etapa da World Championship Tour da World Surf League que teve o seu final na praia de Itaúna, Saquarema, Rio de Janeiro. Para alcançar a vitória, "Mineirinho" teve que superar Adrian Buchan na derradeira bateria do dia, por um parcial de 17.63 sobre 17.23 pontos. 

 

Depois do confronto entre Gabriel Medina e Yago Dora, no Heat 2 do Round 5, um dos mais aguardados do evento, que resultou numa vitória do guerreiro da Qualifying Series sobre o surfista da elite e antigo campeão mundial, eis que tudo estava em aberto e poderia acontecer. 

 

Yago Dora, que venceu Medina na última troca de ondas e nos últimos instantes da bateria, num confronto emocionante que arrancou gritos e aplausos constantes entre os fãs presentes na areia, acabou por alcançar as meias finais após vencer Mick Fanning nos quartos de final. Vê o heat com Medina aqui

 

 

Na primeira semifinal, disputada com o amigo Adriano de Souza, o ex-campeão mundial acabou por dar uma lição de experiência, segurança, tática e calma. Esperou as melhores ondas no outside e mostrou a consistência que lhe é reconhecida desde há muito, registando um score total quase perfeito de 17.97 pontos (9.57 + 8.40). 

 

 

Por sua vez, Yago Dora, apenas contou com uma nota de 8.00 pontos e andou praticamente toda a bateria a correr atrás do prejuízo, à procura de um backup que nunca chegou. Despediu-se da prova com 11.97 pontos, um 3.º lugar e o rótulo de “dark horse”, precisamente aquele rider que aparece de fininho numa competição e vence tudo e todos… e ele esteve quase a consegui-lo, pois eliminou pelo caminho Kolohe Andino, John John, Medina e Fanning. Impressionante! 

 

Vale sublinhar que, desde o CT do Taiti de 2008, cuja vitória ficou com o brasileiro Bruno Santos, nenhum outro “wildcard” da WSL logrou vencer uma prova da divisão principal do surf mundial. 

 

Do outro lado, o australiano Adrian Buchan chegou à final em Saquarema com um desempenho mais apagado, bastante mais discreto, eliminando Matt Wilkinson nas meias finais, Jordy Smith nos quartos de final, Caio Ibelli no Round 3 e Miguel Pupo no Round 2. 

 

Nas contas finais, Adriano de Souza levou a melhor sobre "Ace" Buchan com 17.63 vs. 17.23 pontos, conseguindo vantagem bem cedo com um par de setes que foi substituindo à medida que os minutos se foram esgotando. "Ace" ainda esboçou uma resposta à altura com 9.20 e 8.03 pontos, à qual o "Mineirinho" respondeu com uma ondas de várias curvas e rasgadas no lip que valeram 9.80 pontos e alguma tranquilidade nos minutos finais. Com a praia ao rubro, o brasileiro consegue assim repetir uma vitória que já conseguira na edição de 2011 quando se tornou o sétimo brasileiro a vencer o CT do Rio de Janeiro.

 

Próxima etapa é o OK Fiji Pro, de 4 a 16 de junho, e como já tivemos oportunidade de escrever, este é cada vez mais um tour onde qualquer um pode vencer. Stay tuned! 

  

(Notícia em atualização). 

Perfil em destaque

Scroll To Top