Itens relacionados

domingo, 19 março 2017 11:08

STEPHANIE GILMORE E OWEN WRIGHT VENCEM 1º WORLD TOUR DO ANO

Terminou a primeira etapa do World Tour 2017 da WSL. Um inicio de ano com elevada qualidade de ondas, performances e organização.

A primeira prova do World Tour da WSL terminou durante a madrugada Portuguesa,(Domingo Australiano). No Quiksilver Pro, foi Owen Wright(Aus) que levou a melhor sobre o seu compatriota e vencedor desta mesma edição de 2016, Matt Wilkinson. Já nas senhoras foi Stephanie Gilmore que venceu a Norte Americana Lakey Peterson.
Apesar das previsões de entrada de vento e diminuição significativa da ondulação para este Domingo, tal não se verificou e logo pela manhã as ondas entravam perfeitas(glass) e com bom tamanho em Snapper Rocks, Qeensland, Australia. A organização decidiu colocar e muito bem o ultimo dia de prova ON.


Os homens foram os primeiros a competir e em heats muito equilibrados e disputados, alguns até ao ultimo segundo, definiam as meias finais. Matt Wilkinson vencia no primeiro heat sobre Joel Parkinson, com uma performance bastante convincente, um back side perfeito que nos faz perceber mais uma vez que é sem dúvida um forte candidato à vitória em qualquer tipo de condições de ondas. John John Florence(EUA) sobrepunha-se ao Brasileiro Italo Ferreira e por sua vez Owen Wrigh conseguia durante a terceira bateria virar o resultado na ultima onda, um heat com o rookie Connor O'Leary(Aus),  este ultimo sempre muito aplaudido e até algo idolatrado pelo publico presente. Emoção total foi mesmo o quarto heat que opunha dois ex campeões do Mundo, Kelly Slater e Gabriel Medina. Slater surfou com mestria, continuando a deixar perceber que está muito empenhado na conquista do seu 12º título Mundial, e Gabriel Medina, com uma lesão no joelho, optava por não usar o seu jogo aéreo por forma a conseguir terminar a prova. Medina encontrava-se em desvantagem até aos ultimos segundos do heat, mas quando apareceu a onda com mais potêncial do heat, este estava na prioridade e surfou-a forte até ao inside conseguindo um 9,17 pontos. Slater apanhava uma onda comprida quase sob o som da buzina final mas não imprimia as manobras suficientes para superar a pontuação da onda de Medina.


Chegados às meias finais e logo no primeiro heat, Matt Wilkinson vencia o Campeão em título John John Florence, apesar deste ultimo ter efectuado a melhor onda do heat (9,50 pontos em 10 possiveis). Na segunda meia final Owen Wright vencia com uma margem folgada Gabriel Medina. Owen Wright mostrava aliás um surf cada vez mais fluido, com manobras fortes de rail a soltar muita àgua.

Convém referir que neste ultimo dia o publico compareceu massivamente e as dezenas, senão centenas de milhar de pessoas que se encontravam a assistir à prova tinham um bónus, pois eram dois surfistas Australianos que disputavam a final. Owen Wright, irmão da Campeã Mundial de surf em título, Tyler Wright que vinha de uma paragem no World Tour devido a uma lesão, encontrava-se com Matt Wilkinson. As ondas encontravam-se algo afectadas pelo vento on shore e não passavam do 1 metro de altura nos sets. O inicio da bateria foi algo lento, com ambos os finalistas a melhorar as performances após o meio tempo da final. Acabaria por ser Owen Wright que com a melhor escolha de ondas e com um surf mais potente do que o seu compatriota Wilkinson venceria com justiça este Quiksilver Pro 2017.

 

A próxima Etapa do circuito WCT da WSL é o Drug Aware Margaret River Pro em Perth, Austrália entre 29 Março e 09 de Abril 2017.

 

 

Perfil em destaque

  • Francisco Pinto Francisco Pinto

    Diretamente do Magoito para o Perfil da Semana na Surftotal… 

Scroll To Top