Itens relacionados

quinta, 16 março 2017 08:59

Kikas vence e convence na estreia na Gold Coast

Atleta português já se encontra no round 3 do primeiro evento do World Tour… 

 

Agora sim. Que grande e longo dia de competição foi este. O Quiksilver e Roxy Pro Gold Coast regressou esta quinta-feira à água, o terceiro dia do período de espera, para ver a ronda 1 e 2 feminina serem completadas, deixando a ronda 3 toda alinhada para amanhã. Snapper Rocks mostrou-se hoje com mais ondas, como era esperado, por vezes não tão consistentes quanto seria de esperar, mas que ainda assim proporcionaram um bom espetáculo de surf neste segundo dia de prova da 1.ª etapa do World Championship Tour da World Surf League. 

 

>> ENTRA JÁ NA FANTASY LEAGUE DA SURFTOTAL

 

No lado masculino, foram realizadas as 12 baterias da primeira fase, bem como mais duas da ronda 2. Frederico Morais, a representação lusa no World Championship Tour de 2017, apresentou-se fiel ao que nós já esperávamos. Uma performance consistente que deu direito à vitória no heat, a primeira deste ano, frente ao super cotado brasileiro Filipe Toledo e ao veterano aussie Adrian Buchan. 

 

Não se deixem enganar, não foi tão fácil quanto parece, a bateria foi muito disputada, mas o português, à conta de muitos carves e jogo de rail, encaixou muitas manobras e alcançou mesmo a nota mais alta da bateria - 8.73 pontos. Na última onda veio o backup que precisava, 6.97 pontos, totalizando 15.70 pontos no final que deram a tranquilidade necessária e o 1.º lugar na bateria, garantindo assim o acesso direto à ronda 3. 

 

Filipe Toledo, com duas ondas na casa dos sete pontos (7.60 + 7.50) terminou em segundo lugar com 15.10 pontos. Já “Ace” Buchan registou um 7.43 e 6.00 pontos, somou 13.43 pontos, e ao ficar em terceiro também vai ter que disputar a incómoda ronda 2 (repescagens). De todos os rookies do tour, Kikas foi mesmo o único que conseguiu passar a bateria em primeiro lugar, evitando assim a ronda 2 que, como se sabe, é um verdadeiro totoloto e está carregadinha de imprevisibilidade. O heat da ronda 3 que envolve o português ainda não é conhecido. 

 

 

Neste dia vimos ainda Gabriel Medina em grande forma que também passou direto à ronda 3 e deixou a concorrência (Wiggolly Dantas e Zeke Lau) em combinação, mas o antigo campeão mundial magoou-se no joelho pelo caminho. No entanto, a equipa médica da WSL assegurou que a lesão é comum no surf (um pequeno entorse) e este poderá continuar a competir no evento. Logo de seguida, Gabi aproveitou para descansar e colocar gelo no joelho. Vamos ver como isto vai correr. 

 

Os restantes favoritos, como Kolohe Andino, Jordy Smith, John John Florence, Mick Fanning, Julian Wilson e Parko, que alcançou a nota mais alta da ronda inaugural (9.23 pontos), também já se encontram no round 3. 

 

 

Owen Wright, no regresso aos palcos do CT, não falhou o teste e com um par de oito pontos afastou o havaiano Sebastian Zietz e a coqueluche aussie do momento, Ethan Ewing, para a ronda 2. Vale realçar que, mesmo com uma onda na casa dos nove pontos, Ewing não conseguiu a qualificação. Um bom exemplo do quão exigentes são as baterias do World Tour. O ex-campeão mundial de surf. Adriano de Souza, também assegurou a qualificação em primeiro e logo com uma das notas de relevo do dia - 9.17 pontos. 

 

Kelly Slater, que havia perdido para Mick Fanning e Jeremy Flores no heat 7 do round 1, redimiu-se da estreia pouco convincente na Gold Coast e venceu a bateria da segunda ronda frente ao conterrâneo Nat Young. Continua em prova e mantém o foco que prometeu aos fãs para esta temporada: correr atrás do 12.º título mundial da carreira. 

 

Resultados Round 1:

Heat 1: Jadson Andre (BRA) 11.46, Michel Bourez (PYF) 10.27, Conner Coffin (USA) 9.40

Heat 2: Matt Wilkinson (AUS) 13.67, Stuart Kennedy (AUS) 8.83, Ian Gouveia (BRA) 8.13

Heat 3: Kolohe Andino (USA) 11.33, Jack Freestone (AUS) 10.67, Kanoa Igarashi (USA) 3.10 

Heat 4: Gabriel Medina (BRA) 16.50, Wiggolly Dantas (BRA) 6.07, Ezekiel Lau (HAW) 10.70

Heat 5: Jordy Smith (ZAF) 11.93, Miguel Pupo (BRA) 11.77, Nat Young (USA) 10.66

Heat 6: John John Florence (HAW) 16.83, Mikey Wright (AUS) 13.50, Connor O’Leary (AUS) 8.20

Heat 7: Mick Fanning (AUS), 13.27, Jeremy Flores (FRA) 13.13, Kelly Slater (USA) 11.20

Heat 8: Julian Wilson (AUS) 16.80, Leonardo Fioravanti (ITL) 12.07, Caio Ibelli (BRA) 10.90

Heat 9: Joel Parkinson (AUS) 16.86, Joan Duru (FRA) 16.40, Italo Ferreira (BRA) 11.66

Heat 10: Frederico Morais (PRT) 15.70, Filipe Toledo (BRA) 15.10, Adrian Buchan (AUS) 13.43

Heat 11: Adriano de Souza (BRA) 16.17, Bede Durbidge (AUS) 15.44, Josh Kerr (AUS) 11.33

Heat 12: Owen Wright (AUS) 16.83, Ethan Ewing (AUS) 15.27, Sebastian Zietz (HAW) 12.20

 

Resultados Round 2:

Heat 1: Mikey Wright (AUS) 14.17 def. Michel Bourez (PYF) 13.20

Heat 2: Kelly Slater (USA) 14.03 def. Nat Young (USA) 12.94

 

Heats por realizar Round 2:

Heat 3: Filipe Toledo (BRA) vs. Ezekiel Lau (HAW)

Heat 4: Sebastian Zietz (HAW) vs. Jack Freestone (AUS)  

Heat 5: Josh Kerr (AUS) vs. Ian Gouveia (BRA) 

Heat 6: Adrian Buchan (AUS) vs. Jeremy Flores (FRA). 

Heat 7: Italo Ferreira (BRA) vs. Leonardo Fioravanti (ITA)

Heat 8: Caio Ibelli (BRA) vs. Joan Duru (FRA)

Heat 9: Conner Coffin (USA) vs. Bede Durbidge (AUS)

Heat 10: Stuart Kennedy (AUS) vs. Ethan Ewing (AUS)

Heat 11: Kanoa Igarashi (USA) vs. Connor O’Leary (AUS)

Heat 12: Wiggolly Dantas (BRA) vs. Miguel Pupo (BRA)

 

Nas senhoras, a prova já se encontra na ronda 3 com a hexacampeã mundial Stephanie Gilmore a vencer a derradeira bateria da ronda 1 frente a Lakey Peterson e Malia Manuel. A norte-americana esteve muito bem e a australiana só virou o heat com a sua última onda. 

 

 

Mesmo assim, Lakey Peterson continua em prova, já se encontra na ronda 3, depois de vencer a brasileira Silvana Lima como uma atuação de se lhe tirar o chapéu. Peterson alcançou um 10.00 e 9.27 pontos, descartando até um 7.67 pontos pelo caminho, como que a vingar a derrota da ronda anterior frente a Gilmore. 

 

Surpresa no heat 2 da ronda 2 com a rookie australiana Bronte Macaulay a afastar a americana Sage Erickson. Ambas as surfistas apresentaram manobras bem limpas, mas no final foi Macaulay que venceu com 15.40 pontos sobre 13.17 pontos, deixando Erickson pelo caminho e com um 13.º lugar. 

 

Os confrontos que se seguem são estes (especial atenção ao heat 2 que é capaz de haver surpresas): 

 

 

A ação volta, muito seguramente, mais logo, a partir das 21h, e pode ser acompanhada em direto AQUI

 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top