Samsung está fora da Championship Tour. Samsung está fora da Championship Tour. Foto: Pedro Mestre/WSL

Itens relacionados

quinta, 02 março 2017 11:45

TERMINADA A PARCERIA ENTRE A SAMSUNG E A WORLD SURF LEAGUE

Gigante sul-coreana deixa de patrocinar Championship Tour da WSL… 

 

 

De acordo com o site Surfline, a Samsung acaba de terminar a sua relação com a World Surf League no que diz respeito ao World Championship Tour - a primeira divisão do surf mundial. A coisa bate certo, pois no site da WSL já não há qualquer associação à marca (como dantes havia). 

 

A gigante sul-coreana dos telemóveis decidiu fazer a separação da WSL um pouco antes do início da temporada, deixando assim a associação mundial dos surfistas sem um patrocinador de circuito (umbrella sponsor). Os patrocinadores individuais de cada evento, no entanto, mantêm-se e o tour arranca mesmo no próximo dia 14 de março na Gold Coast, Austrália. 

 

Dave Prodan, responsável de comunicação da WSL, comentou da seguinte forma: “A Samsung foi um ótimo parceiro da comunidade do surf nos últimos três anos, elevando o desporto a novos níveis e honrando a herança do surf. Agradecemos a eles a parceria e olhamos agora para uma excitante temporada de 2017. A WSL está empolgada em fazer novos anúncios, em breve, no que diz respeito à parte comercial. Revelaremos mais assim que possível."

 

A mensagem do responsável da WSL deixa assim antever que esta já deverá ter substituto e que será anunciado muito brevemente, possivelmente antes do arranque da 1.ª etapa na Austrália. 

 

Na peça, a Surfline comenta ainda que a separação das duas entidades coincide, curiosamente, com um escândalo de corrupção que atingiu a Coreia do Sul. O chefe interino da Samsung, Lee Jae-yong, além de outros altos funcionários da empresa, foram acusados de suborno e apropriação indébita. As alegações são extensas e envolvem mesmo o antigo presidente do país, Park Geun-hye, que foi impugnado apenas meses antes em acusações semelhantes de corrupção. 

 

Vale ainda sublinhar que em janeiro último, Paul Speaker também abandonou o cargo de CEO da WSL. 

 

Bem, para já estamos curiosos para saber como a WSL irá descalçar esta bota?

Perfil em destaque

Scroll To Top