Vencedores e finalistas vencidos na fotografia final. Vencedores e finalistas vencidos na fotografia final. Foto: WSL/Kelly Cestari

Itens relacionados

segunda, 09 janeiro 2017 09:33

MACY CALLAGHAN E ETHAN EWING SÃO OS NOVOS CAMPEÕES MUNDIAIS JUNIORES

Prova terminou hoje na praia australiana de Bombo… 

 

Os World Junior Championship da World Surf League já terminaram em Kiama e viram os australianos Macy Gallaghan e Ethan Ewing sagrarem-se campeões mundiais juniores. Nas finais, Macy derrotou a havaiana Mahina Maeda, enquanto Ewing superou o norte-americano Griffin Colapinto. 

 

Na caminhada rumo à vitória, a regular footer de Avoca Beach passou por Teresa Bonvalot nos quartos de final. A atleta portuguesa, de quem se esperava um grande resultado, cometeu uma interferência e acabou por pontuar nessa bateria apenas com uma onda (6,33 pontos), sendo afastada da competição com um gostinho verdadeiro amargo. Em todo o caso, para a história fica o quinto lugar, embora se saiba que o talento está lá e mais oportunidades surgirão.

 

 

Com um total de 15,10 pontos, Macy avançou tranquilamente para as meias finais onde veio a encontrar a basca Ariane Ochoa. Aí também não encontrou grande oposição e, com duas notas na casa dos seis pontos, selou em definitivo a presença na final (com 13,26 sobre 9,13 pontos). 

 

Na final, a havaiana, que já havia vencido esta competição em 2014, andou sempre muito perdida, não encontrou as ondas certas e o melhor que conseguiu do painel de juízes foi 3,67 e 0,93 pontos. As portas para a vitória ficaram abertas para a australiana que, com 8,17 e 7,50 pontos, alcançou facilmente o título Pro Junior da World Surf League. 

 

Já Ethan Ewing, a nova sensação australiana, avançou pelo sul-africano Jordy Maree nos 1/4 de final, seguindo-se o havaiano Cody Young nas meias finais. Por altura da final, face às pequenas e difíceis ondas de Bombo Beach, a situação e o desfecho acabou por ser muito idêntica às senhoras com apenas um dos finalistas a conseguir pontuar verdadeiramente.

 

O norte-americano Griffin Colapinto não se encontrou definitivamente com o oceano, registou apenas 1,00 e 0,97 pontos, e o australiano aproveitou para garantir a vitória com 6,17 e 5,17 pontos. 

 

O duo aussie sucede assim ao brasileiro Lucas Silveira e à australiana Isabella Nichols quem venceram há precisamente um ano atrás nas ondas da Ericeira, num evento que terminou com altas condições e ondas épicas em Ribeira d'Ilhas. 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top