Salvador Couto está de regresso à ação. Salvador Couto está de regresso à ação. Foto: Tó Mané

Itens relacionados

sexta, 17 novembro 2017 12:25

Salvador Couto ultrapassa três meses de calvário

Depois de longa lesão, surfista nortenho está de regresso ao surf e aos treinos regulares...

 

Salvador Couto está de regresso ao Surf. Depois de uma lesão contraída no joelho, rotura total do menisco interno, há precisamente três meses atrás, durante uma surftrip às Maldivas, facto que o obrigou a desistir do mundial júnior do Japão que se realizou no final de setembro; eis que o jovem surfista portuense voltou a surfar e aos treinos regulares esta quinta-feira. 

 

- Foto: Tó Mané

 

Com as boas ondas que deram à costa, a escolha do rider Deeply recaiu nas direitas da praia de Espinho, fazendo-se acompanhar do fotógrafo Tó Mané que registou toda a ação e o tão ansiado regresso ao surf. 

 

De acordo com Salvador, “Foi uma sensação incrível voltar a surfar, voltar a estar em contacto com a natureza. Já tinha imensas saudades. Voltar a estar ligado ao mar, sentir o frio na cabeça quando se faz o patinho, o deslizar na onda… Enfim, foi absolutamente incrível”. 

 

- Foto: Tó Mané

 

Para o jovem surfista, estes “foram os três meses mais difíceis da minha vida”. No entanto, Salvador parece ter saído do calvário ainda mais forte e motivado, delineando à Surftotal os planos para o futuro: 

 

“Vou continuar a reforçar o joelho com treinos físicos de forma a que não tenha mais problemas e para o ano vou continuar a competir na Liga MEO Surf, vou fazer todos os Pro Junior europeus e vou passar ainda mês e meio na Austrália, a treinar e a fazer os WQS’s. Antes, passo pela Indonésia para ganhar ritmo!”

 

Salvador Couto tem grandes ambições e sonhos. Neste momento está no 12.º ano de escolaridade e diz que, quando terminar, vai dedicar-se a 100% ao surf, a fazer, basicamente, o que mais ama na vida. 

 

- Foto: Tó Mané

 

David Raimundo, o selecionador nacional de surf, também escreveu algumas palavras de apoio que atestam o momento difícil que o atleta atravessou: "Depois de mais de três meses de recuperação, com uma operação pelo meio, finalmente o Salvador voltou a surfar. Foram dois anos consecutivos a falhar um mundial júnior da ISA e eu sei bem o que lhe custou. Durante a sua recuperação, empenhou-se a 100% para voltar o mais depressa possível. O Salvador é dos atletas com mais "pica" para surfar que eu já treinei. Acredito muito no seu potencial e sei que, nesta nova fase da sua vida, vai continuar a dar tudo para atingir os seus objetivos! Estou aqui para o que der e vier! Hoje, amanhã e sempre! Vamos!” 

 

É caso para se dizer: welcome back, Salvador! 

 

- Foto: Tó Mané

 

--

Agradecimento especial a Tó Mané pela cedência de imagens. 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top