Em grande forma, a vice-campeã nacional venceu a última etapa em casa. Em grande forma, a vice-campeã nacional venceu a última etapa em casa. Foto: Pedro Mestre/ANSurfistas

Itens relacionados

quinta, 21 setembro 2017 09:03

Os números e os rankings da Liga MEO Surf 2017

Confere já os nomes que compõem o novo top 16 nacional… 

 

Foi no passado fim de semana que a Liga MEO Surf 2017 chegou ao fim, com a derradeira etapa a ser disputada em condições difíceis na praia do Guincho, Cascais. Vasco Ribeiro e Carol Henrique terminaram na frente da tabela das respetivas categorias promovidas pela Associação Nacional de Surfistas, sagrando-se assim, com todo o mérito, campeões nacionais

 

No caso de Carol, foi o repetir de um feito conseguido pela primeira vez em 2016. A jovem surfista vai de vento em popa e, à imagem do ano anterior, onde registou quatro avassaladoras vitórias em seis etapas, em 2017 não fez por menos: somou três vitórias no mesmo número de provas realizadas. 

 

Por sua vez, Vasco Ribeiro não é um perfeito desconhecido nestas andanças, pois já tinha sob a sua alçada três títulos nacionais (2011, 2012 e 2014). Na última paragem da Liga soube lidar com a pressão e, dependendo apenas de si próprio, atingiu o requisito mínimo que era o de chegar às meias-finais do campeonato. Ao fazê-lo tornou-se tetracampeão nacional, igualando um feito que até então era pertença e recorde de Ruben Gonzalez (2004, 2005, 2006 e 2008). 

 

Campeões das etapas realizadas em 2017

 

Ericeira - Tiago Pires & Carol Henrique

Porto - Vasco Ribeiro & Teresa Bonvalot

Figueira da Foz - Pedro Henrique & Teresa Bonvalot

Sintra - Vasco Ribeiro & Carol Henrique

Ílhavo - Carol Henrique

Cascais - Pedro Henrique & Camilla Kemp

 

- Justin Mujica, um regresso a "full time" em 2017 muito bem-vindo. Foto: Pedro Mestre/ANSurfistas

 

Ao nível de rankings, evolução meteórica parece ter sido a de Miguel Blanco que subiu de 21.º para 3.º lugar de uma época para outra (registando três segundos lugares consecutivos - Figueira, Sintra e Cascais). Eduardo Fernandes também subiu de 11.º para 6.º lugar, enquanto João Guedes, campeão nacional em 2009, subiu de 17.º para 13.º. Justin Mujica, também ele detentor de um título nacional, conseguido em 2010, também competiu a tempo inteiro este ano e acabou por terminar a temporada num ótimo 7.º lugar. 

 

- Afonso Antunes é um dos jovens que dá os primeiros passos na Liga. Foto: Pedro Mestre/ANSurfistas

 

Saíram das contas do top 16 Filipe Jervis, Pedro Coelho, Ruben Gonzalez, Dylan Groen e Frederico Morais que, face a se encontrar a competir no World Tour, não pôde competir na Liga em 2017. As novas entradas no restrito grupo dos dezasseis ficaram então por conta de João Kopke, Jácome Correia, Henrique Pyrrait, Justin Mujica e João Guedes. 

 

O top 16 final

 

1.º Vasco Ribeiro

2.º Pedro Henrique

3.º Miguel Blanco

4.º Gony Zubizarreta

5.º Tiago Pires

6.º Eduardo Fernandes

7.º Justin Mujica

8.º Marlon Lipke

9.º Guilherme Fonseca

10.º Francisco Alves

11.º Zé Ferreira

12.º Tomás Fernandes

13.º João Guedes

14.º Henrique Pyrrait

14.º João Moreira

16.º Jácome Correia

16.º João Kopke

 

- Mafalda Lopes, cada vez mais uma certeza no surf nacional. Foto: Pedro Mestre/ANSurfistas

 

Nas senhoras, com exceção dos dois lugares da frente, as mudanças foram bastantes no ranking com cerca de sete surfistas a saírem do grupo dos 16 primeiros relativamente à época anterior. No entanto, o grande destaque vai para Mafalda Lopes que de uma época para outra galgou dezasseis lugares na tabela nacional (de 19.º para 3.º lugar). 

 

O top 16 feminino final

 

1º Carol Henrique

2º Camilla Kemp

3º Mafalda Lopes

4º Yolanda Hopkins

5º Mariana Garcia

6º Teresa Bonvalot

7º Concha Balsemão

8º Camila Costa

9º Matilde Passarinho

10º Mariana Brandão

11º Mariana Assis

12º Beatriz Macedo

13º Francisca Veselko

14º Beatriz Santos

15º Beatriz Giralt

16º Filipa Marquês

 

- Kiron Jabour é o novo ativo da Liga. Foto: Pedro Mestre/ANSurfistas

 

Ainda relativamente à Liga, desde 2008 até à presente temporada, é Frederico Morais que detém o maior número de vitórias - 12. Segue-se Vasco Ribeiro, em segundo lugar, que, com as duas vitórias conseguidas este ano (Porto e Sintra), regista agora um total de 9 primeiros lugares no pódio desde que participa na Liga. 

 

Nas senhoras, Teresa Bonvalot aproveitou para igualar a marca de Carina Duarte com as vitórias que conseguiu no Porto e Figueira da Foz. Ambas seguem agora na frente das contas com 11 vitórias cada uma. Carol Henrique e Camilla Kemp ocupam os lugares seguintes com 7 e 6 vitórias, respetivamente. 

 

Até 2018! 

Perfil em destaque

Scroll To Top