Tiago Dinis(de prancha azul), durante a prova do Sup Wave na Praia de Matosinhos Tiago Dinis(de prancha azul), durante a prova do Sup Wave na Praia de Matosinhos

Itens relacionados

sábado, 15 julho 2017 22:35

SUP SURGIU COMO FERRAMENTA DOS PROFESSORES DAS ESCOLAS DE SURF NO HAVAI

Quem nos conta é Tiago Dinis, Alentejano, vivendo atualmente no Algarve e Vice Campeão Nacional de SUP...

O Sup desde que surgiu nas nossas praias tem vindo a procurar ser melhor compreedido pela comunidade do surf e tem mesmo angariado alguns adeptos. A Surftotal quis saber um pouco mais sobre esta modalidade e por isso foi ter com Tiago Dinis, Vice Campeão Nacional de SUP que nos fala sobre a sua experiência no SUP e sobre a modalidade.

 

Surftotal - O que levou o Tiago Dinis a começar a fazer SUP?

Tiago Dinis - Eu pratiquei desde pequeno desportos aquáticos, comecei desde muito cedo na natação e logo de seguida no Remo, onde durante vários anos treinei e me dediquei tendo sido duas vezes Campeão Nacional. Por motivos profissionais tive de me deslocar para o Algarve, região onde o Remo é pouco ou nada praticado, tendo começado a fazer os meus treinos no ginásio. Um dia, por acaso, experimentei fazer Stand Up Paddle (SUP) e gostei de imediato, comecei a praticar mais regularmente por lazer e senti a necessidade de aprender mais, como nessa altura ainda não havia, no Algarve, muita instrução neste desporto fui tirar dois cursos de especialização a Lisboa. Abri a minha escola “SUP Albufeira” e nesse mesmo ano comecei a competir.

Esta modalidade tem uma história, podes contar-nos um pouco sobre a história do SUP?

O Stand Up Paddle teve a sua origem no Havai, terá surgido devido aos instrutores de surf necessitarem de se manter em pé, em cima de uma prancha, de modo a visualizar melhor os seus alunos. O Stand Up Paddle é um dos desportos aquáticos que mais cresce em todo o mundo. A migração de alguns atletas internacionais de Windsurf, Surf, Canoagem e outros desportos de remo, como Laird Hamilton, Gerry Lopez, Dave Kalama e Robbie Naish, para o Stand Up Paddle, fez com que o desporto fosse amplamente divulgado pelo mundo e despertasse a curiosidade de muitos.

Hoje em dia e comparando com 10 anos atrás, como se encontra a realidade do SUP Nacional?

Há 10 anos atrás praticamente não existia sup em Portugal. Não era conhecido e raros eram os praticantes. Hoje em dia, quase toda a gente sabe o que é e muita gente já experimentou nem que tenha sido apenas uma vez.

A realidade do SUP Português, falando de nível e numero de praticantes proporcionalmente ao tamanho do País , é muito diferente das principais potencias do Sup Mundial?

A realidade portuguesa Ainda é muito deficitária em relação por exemplo a Espanha onde a modalidade está muito avançada e tem milhares de praticantes. E necessário que haja mais promoção e divulgação, principalmente junto dos jovens que são o futuro de qualquer modalidade.

 

"O SUP teve a sua origem no Havai, terá surgido devido aos instrutores de surf

                                       necessitarem de se manter em pé,

   em cima de uma prancha, de modo a visualizar melhor os seus alunos."

 

*Tiago Dinis. Foto arquivo pessoal

 

Ouvimos dizer que Campeão nacional de SUP? em que modalidade?

Sou Vice-campeão Nacional, ainda me falta subir mais um degrau para chegar a campeão, eheheh… Na época passada fiquei em 2º lugar no Campeonato Nacional de Race Técnico e 4º no Campeonato Nacional de Maratona, ambas as competições na categoria 14. Na vertente SUP há 3 tipos de campeonatos: - SUP Wave, que é muito similar ao Surf, onde o atleta tem de fazer algumas manobras de modo a conseguir a melhor pontuação para ganhar a competição. - Race Técnico, que regra geral é uma prova com muitas bóias, umas em mar aberto, outras na zona de rebentação e outras mesmo em terra, que o atleta tem que as rondar e fazer o circuito à frente de todos os outros atletas que competem ao mesmo tempo. Prova muito divertida e com muita adrenalina, pois os atletas têm de apanhar ondas e remar na zona de rebentação, tudo com pranchas de 12’6 e 14 pés, em que qualquer erro pode custar um lugar no final. -Race Maratona, prova longa, entre 10 a 15kms, regra geral com poucas bóias, em que ganha o primeiro a fazer a distância da prova.

Quais os teus principais objetivos com o SUP?

Claro que o principal objectivo, para já, é ser campeão nacional, mas desde o fim do ano passado fui convidado não só para ser “team rider” mas também “team leader” da conceituada marca “NSP” em Portugal, logo tenho também neste momento o objectivo de criar uma equipa vencedora que conquiste os mais cobiçados lugares do pódio, e posso adiantar que haverá novidades já para a próxima época, onde iremos ter ,na minha opinião, os melhores atletas nacionais da modalidade.

Uma pergunta que todos fazem tem a ver com a posição da remada em pé as lesões são faceis de contrair a medio longo prazo devido a remar-se de pé e em constante manutenção de equilibrio?

Tal como em todos os desportos se não for utilizada a técnica adequada é propício a criação de lesões graves, sugiro que quem queira praticar com regularidade este desporto procure alguém com formação que possa analisar e corrigir a sua técnica.

E sobre o SUP no Pico? O Sup rege-se pelas mesmas regras do Surf?

"Regra da prioridade e do aguardar a vez" Sim, as regras do SUP são iguais às do Surf.

Que pranchas recomendarias para quem se quer iniciar no SUP?

Sem dúvida alguma uma prancha allround, de preferência grande e larga, com muita estabilidade, convêm começar por algo que se sintam confortáveis e depois com o tempo se irem especializando no que mais gostam (SUP WAVE ou RACE).

Mensagem a deixar?

Experimentem, vão ver que vão gostar!


Perfil em destaque

Scroll To Top