Hoje de manhã, Kikas a treinar às primeiras horas em J-Bay. Hoje de manhã, Kikas a treinar às primeiras horas em J-Bay. Foto: Cestari/WSL

Itens relacionados

quarta, 12 julho 2017 11:28

“Outsider” Frederico Morais é um dos favoritos para J-Bay 

Imprensa australiana destaca qualidades do surfista português… 

 

O Corona Open J-Bay, sexta etapa do World Tour, começou oficialmente hoje. O primeiro dia do período de espera (que se estende até 23 de julho) apresentou ondas pequenas e por isso os atletas não foram chamados a competir nas sublimes ondas de Jeffreys Bay. 

 

Enquanto isso, aqui e ali, são várias as reportagens que vão sendo publicadas nos meios de comunicação e que pelo caminho vão revelando algumas apostas. Por exemplo, há dias, pela Surftotal, tivemos oportunidade de falar em Mick Fanning, Jordy Smith, Kelly Slater e Joel Parkinson, quatro atletas da elite que têm vindo a dominar o evento nos últimos 15 anos

 

Hoje mesmo a australiana Stab Magazine fazia a antevisão e revelava as suas apostas entre os melhores 34 do mundo: Owen Wright, John John Florence, Zeke Lau, Mick Fanning, Jordy Smith, Ethan Ewing, Connor Coffin e… Frederico Morais. Do surfista português, que cumpre a sua primeira temporada na primeira divisão do surf mundial, pode ler-se: “ele sabe como usar o rail e espalhar água. Tem uma ótima seleção de ondas e por algum motivo, sempre que entra na água para um heat, as ondas começam a bombar”. 

 

Na verdade, Kikas nasceu a surfar em points de direitas e as ondas de J-Bay não são apenas a sua cara, mas também onde este tem uma oportunidade de ouro para brilhar no Championship Tour. É aqui que Frederico pode dar asas ao seu portentoso carve de frontside, marca registada pessoal, e a todo o seu power surf que lhe é reconhecido. 

 

E se dúvidas houverem sobre o seu favoritismo, o vídeo em rodapé ajuda a esclarecê-las. Tratou-se da primeira vez que surfou em Jeffreys, em 2016, onde acabou por referir que “J-Bay é uma onda perfeita e assim que apanhamos a primeira onda, bem, ficamos apaixonados. Eu sonhei em surfar por aqui muitas vezes, portanto, poder fazê-lo pela primeira com os meus amigos, como Tomás Fernandes, Seth Moniz e Ryan Callinan, foi muito especial. A onda tem tanta velocidade que sentimos que podemos fazer qualquer coisa. Às vezes é difícil apanhar o seu ritmo, mas assim que o encontramos tudo o que queremos é surfar, surfar e surfar. No final do dia, quando estamos exaustos de tanto surf mas contentes, sabemos que tudo está bem no mundo”. 

 

Vamossssss! 

 

>> Aproveita, ainda vais a tempo, faz já a tua equipa para a Surftotal Fantasy League

 

Perfil em destaque

Scroll To Top