Itens relacionados

sábado, 03 junho 2017 09:36

JACK O’NEILL, 27 DE MARÇO 1923 - 2 DE JUNHO 2017

Faleceu aos 94 anos de idade, de causas naturais, Jack O'Neill, homem que tornou o Verão 'eterno'

 

 

Jack O’Neill,  nascido em 1923 na cidade de Denver, Colorado, cresceu no Sul da Califórnia e começou a fazer bodysurf aos sete anos de idade.  Já em São Francisco, trabalhou como pescador, e vendeu alumínio e extintores, entre outras coisas. Sempre que podia fugia para o mar para se divertir, independentemente da temperatura da água.

 

Em 1952, Jack abriu a sua primeira loja de surf, chamada precisamente… Surf Shop. Ficava numa garagem em frente à praia em São Francisco, onde poucos meses depois concebeu o primeiro colete em neoprene, ainda muito ‘rústico’.

 

No início dos anos 60, já com a sua loja localizada mais a sul, em Santa Cruz, onde a água era mais quente e as ondas melhores, começou o ‘boom’ do surf nos EUA, e com ele a necessidade de cada vez mais pessoas em ter um ‘wetsuit’.  Jack conseguiu resolver dois problemas: impedir que o neoprene se rasgasse e tornar os fatos fáceis de vestir e despir, através da introdução de nylon na concepção do material, bem como da costura em ziguezague.  No final da década, Jack já era o líder da indústria.

 

Em 1971, Jack perdeu a visão de um olho, num incidente com um leash que o atingiu, depois de rasgar. Ironicamente foi o filho, Pat, a criar o leash no ano anterior.  A imagem de O’Neill com a pala no olho e a longa barba ao jeito de um pirata, ou até com ar de Poseidon, deus dos mares, tornou-se parte indelével da marca. 

 

Por esta altura a O’Neill começava a tornar-se um império internacional, e Jack contratava gestores de topo para poder passar mais tempo a surfar em Santa Cruz.  Homem de pouca exposição mediática,  atribuiu o seu sucesso de forma humilde, a “apenas bom timing”. Todavia, pessoas ligadas à indústria viam-no como um homem de negócios exemplar, com uma postura muito ‘cool’, tendo sido a páginas tantas apelidado de “Barão da Borracha” por um jornalista. 

 

O filho de Jack, Pat O’Neill, teria um papel importante, em meados dos anos 80, ao assumir a posição de diretor executivo da O'Neill, com muita influência na construção do Team O’Neill, que ao longo dos anos contou com nomes como Shaum Tomson, Dane Kelahoa, Shane Beschen, e mais recentemente Cory Lopez, Jordy Smith, Bobby Martinez ou John John Florence, entre outros.

 

Jack foi induzido no International Surfing Hall of Fame em 1991, e no Huntington Beach Surfing Walk of Fame em 1998.  A revista ’Surfer’ nomeou-o como um dos 25 surfistas mais influentes do século, e em 2000 recebeu o prémio Watermen Achievement Award, por parte da Surf Industry Manufacturers Association.

 

A sua biografia, escrita por Drew Kampion, foi publicada em 2011, e intitula-se - muito justamente - ‘It’s Always Summer on the Inside’.


Para qualquer mostra de afeto e amor que se pretenda fazer a Jack O'Neill a sua familia pede que sejam enviados para http://oneillseaodyssey.org.

"Rest In Peace Jack O'Neill"


Perfil em destaque

Scroll To Top