Itens relacionados

terça, 28 julho 2015 09:33

O Diário Encontrado - Nick Uricchio

O shaper Nick Uricchio irá colaborar com a SurfTotal, não percas o seu testemunho mensalmente!

 

 

Nick Uricchio chegou a Portugal no final da década de 70, e desde então testemunhou e participou na evolução do surf nacional, sempre na primeira fila. O shaper - criador da Semente Surfboards juntamente com Miguel Katzenstein -, é uma figura consensual dentro do meio, pela humildade e capacidade de trabalho. Nick tomou o surf nacional como sendo também seu, e de forma integra e entusiasta, faz parte da história por direito próprio. É com orgulho que anunciamos que Nick Uricchio passa a colaborar com a SurfTotal, mensalmente, com os seus testemunhos. Este é o primeiro! Esta é uma das colaborações que temos previstas com várias personalidades do surf nacional, em breve teremos mais novidades.

 

 

'Olhando para trás'

 

Sair de uma casa na qual se viveu durante um longo período de tempo é no mínimo um inferno! A quantidade de tralha que se acumula ao longo dos anos é inacreditável. Neste ultimo mês encontro-me precisamente no processo de mudanças e tive de tomar a difícil decisão de guardar ou deitar fora montes de coisas.



Ao longo deste processo cheguei à conclusão que sou um "hoarder" (acumulador de tralha) e que tinha de mudar senão iria arrastar toda a minha tralha comigo de uma casa para a outra. Mesmo assim não consegui controlar-me e tive de ver cada papelinho e cada pedaço da minha vida antes de deitar fora ou guardar. A cerca de meio caminho desta tarefa encontrei o diário da minha primeira viagem à Europa em 1978, há 36 anos, com apenas 21 anos e sem uma preocupação no mundo. Fui folheando e sorrindo perante a inocência e curiosidade de um jovem viajante e deixei-me levar para esse período da minha vida. Quando cheguei às páginas que descreviam a minha chegada a Portugal, achei que seria a melhor maneira de começar a minha contribuição à SurfTotal.



Portugal era a última paragem da minha viagem, e era supostamente uma paragem de 10 dias. A minha primeira imagem é de Carcavelos com um swell de 1,5 metros e um offshore limpo a passar nos picos sem crowd. Naquela altura a esquerda era perfeita e era o ponto focal do pico. Pedi uma prancha emprestada ao Kiko Rocha (primeiro surfista que encontrei na praia) e surfei durante cerca de uma hora. Quando saí da água perguntei ao Kiko onde poderia comprar uma prancha e um fato ao que ele me respondeu que em Portugal não se encontrava nenhum dos dois à venda, e que França seria o local ideal para os comprar. Dei uma vista de olhos às minhas finanças e cheguei à conclusão que se as pranchas e fatos não fossem muito caros eu conseguiria.



Só tinha mais 3 dias no meu bilhete de Interrail e portanto saí nesse mesmo dia. 3 dias mais tarde estava de volta com uma prancha "Natural Progression" em segunda mão e um fato "Animal Skin" ambos produzidos na Califórnia. O que se seguiu foram 3 meses de sonho com surf perfeito sem crowd, óptima comida, sol e o inicio de sólidas amizadas que duram até hoje. Fiquei no hostel "Youth" em Catalezet que me custou cerca de $5 (4,61 Euros) por dia pelo quarto com pequeno almoço e jantar. Passei os meus dias a surfar, comer gelado e passar tempo com os locais de Carcavelos. A ausência de crowds e o calor das pessoas fez com que Portugal fosse a melhor parte da minha viagem, e quando foi altura para ir embora eu já tinha feito planos para voltar e tentar arranjar maneira de viver em Portugal.



36 anos mais tarde e olhando para trás através do meu diário sinto-me sortudo por ter feito parte dessa época em Portugal. Também estou contente por ter mantido o meu diário durante todos estes anos. Um conselho para quem esteja a mudar de casa, levem o tempo e paciência a passar por aquele monte de tralha porque pode-se encontrar um tesouro, eu encontrei!

 

Nick Uricchio

Perfil em destaque

Scroll To Top