Itens relacionados

quarta, 14 junho 2017 10:44

Diogo Martins

Vindo de Lisboa, jovem surfista de 16 anos é o novo perfil da semana... 

 

Depois de um arranque tremido, quando era mais novo, só mais tarde voltou ao surf a sério e de vez. Hoje em dia não passa sem ir à água e é mesmo um dos muitos jovens valores produzidos pela costa portuguesa. Dono de linhas seguras e polidas, Diogo Martins falou à Surftotal. 

 

Nome?

Diogo Martins. 

 

Idade?

16 anos. 

 

Praia local?

Costumo surfar muito na praia do Guincho e também na Costa de Caparica. 

 

Estudos?

11.º ano de escolaridade.

 

Anos de surf?

Tive a primeira experiência com 8 anos, mas apanhei um susto numa das primeiras vezes. Comecei novamente a surfar há quatro anos.

 

Quiver?

Tenho duas 5´9 mágicas que uso normalmente para o dia a dia e uma 5´7 para mar pequeno da Lacrau Surfboards.

 

"No free surf tenho menos pressão

e posso tentar manobras mais arriscadas"

 

 

Por que escolheste praticar surf?

O meu pai já fazia surf e windsurf e desde pequeno que habituei-me a ver pranchas e a ir para a praia. Depois acabei por querer experimentar os dois desportos e adorei.

 

Pico preferido?

Praia do Guincho. 

 

Última surfada memorável que tenhas feito?

Em dezembro de 2016 num estágio em São Torpes.

 

Maior susto?

Em 2008, ainda numa das primeiras experiências com o surf, um surfista largou a prancha para cima de mim e eu parti a cabeça.

 

Última viagem de sonho?

Ainda não fiz a minha viagem de sonho, mas vou às Maldivas este verão.

 

“Em cada heat tentamos fazer melhor e acho que [a competição]

resulta numa grande evolução do nosso surf"

 

 

Competição ou free surf?

Ambos. No free surf tenho menos pressão e posso tentar manobras mais arriscadas, mas também gosto muito de competição, porque em cada heat tentamos fazer melhor e acho que resulta numa grande evolução do nosso surf.

 

Como está o surf atualmente?

Tem evoluído imenso nestes últimos anos, com grandes resultados ao nível europeu, e agora temos novamente um surfista português a competir entre os melhores do mundo. Acho que está num bom caminho.

 

Quem é a tua grande inspiração nacional e internacional?

A nível nacional é o Frederico Morais e a nível internacional é o John John Florence.

 

Mensagem a deixar?

Quero agradecer à minha família, aos meus treinadores (Quartim, Sousa, João Brás), ao meu preparador físico (João Moisés) e também à Lacrau Surfboards (Luís Carvalho) e ION actionsports. A competição é muito intensa, por isso é importante divertirmo-nos a surfar!

 

--

Fotografia: Arquivo Pessoal

Perfil em destaque

  • Hugo De Sousa Cardoso Hugo De Sousa Cardoso

    "Só me comecei a dedicar realmente ao surf por volta dos 12 anos de idade, quando comecei a treinar com o Axel Bellino."

vimeo

 

 

Scroll To Top