Carol Henrique alcançou em 2016 o seu primeiro título nacional. Carol Henrique alcançou em 2016 o seu primeiro título nacional. Foto: Pedro Mestre/Liga Moche

Itens relacionados

segunda, 22 agosto 2016 15:45

PERFIL DE UMA CAMPEÃ

As palavras e o foco da nova campeã nacional de surf, Carol Henrique.

 

Carol Henrique é a nova campeã nacional de surf. A surfista de Cascais assegurou na passada quinta-feira, 18 de agosto, o seu primeiro título nacional de surf da Liga MOCHE, ao vencer, em Ílhavo, o Miss Sumol Cup, evento especial feminino que conta para a atribuição do título de campeã nacional de surf.

 

Foi um dia de ouro para a surfista de Cascais. Primeiro, ao derrotar nas meias finais Camilla Kemp, sua principal rival na luta pelo título de 2016 e 2ª classificada do ranking, Carol assegurou matematicamente a conquista do título de campeã nacional de surf. Depois, ao derrotar na final a algarvia Yolanda Hopkins, Carol venceu o Miss Sumol Cup.

 

"Estou muito contente. Ser campeã nacional era o meu objetivo principal este ano e tê-lo conseguido é um sonho tornado realidade. Estou muito feliz por ter concretizado este sonho. Qualquer surfista português quer ser campeão nacional. Antes desta prova, não quis olhar para as estatísticas e para os pontos que precisava porque prefiro pensar campeonato a campeonato. Só soube que era campeã quando mo disseram na areia depois do fim do heat,” disse deveras satisfeita a atleta de 21 anos. 

 

- Foto: Pedro Mestre/Liga Moche 

 

Ainda sobre este seu título, Henrique confessa que: "Não foi fácil e tive de treinar muito. Quando comecei a surfar, nunca pensei que um dia pudesse vir a ser campeã de surf. As coisas foram acontecendo muito rapidamente e não planeei muito. Quis vir para Portugal para surfar e para evoluir, a Liga MOCHE foi uma mais-valia para mim e para o meu surf.”

 

"Quis vir para Portugal para surfar e para evoluir,

a Liga MOCHE foi uma mais-valia para mim e para o meu surf"

 

A nova campeã nacional aproveitou ainda para agradecer aos que tornaram este sonho possível: "Quero agradecer a Deus, à minha família, ao meu irmão Pedro, aos meus treinadores João Moisés e Rodrigo Sousa, e aos meus patrocinadores.”

 

Aliás, já em abril, em entrevista à Surftotal (aqui), aquando da vitória na etapa da Costa de Caparica, a surfista já havia revelado um pouco da ponta do véu: "Tenho feito um trabalho com o meu preparador físico, João Moisés, no ginásio Quinta da Marinha, que me tem ajudado bastante dentro d’água. Tenho vindo a viajar bastante também com meu irmão para as etapas do WQS, que é algo que tem puxado bastante por mim."

 

Na verdade, 2016 foi um ano notável para Carol Henrique na Liga MOCHE. A surfista de Cascais, que competiu pela primeira vez na Liga no ano passado, em 2015, nem começou a temporada de 2016 da melhor forma, ficando em 3º lugar no Allianz Ericeira Pro, em Ribeira d'Ilhas, Ericeira.

 

- Foto: Pedro Mestre/Liga Moche

 

Um mês depois, no Allianz Caparica Pro, na Costa de Caparica, Henrique estreou-se nas vitórias da Liga MOCHE e ganhou o gosto ao primeiro lugar. Um mês depois, no Porto, no Sumol Porto Pro, Carol ganhou a sua segunda etapa consecutiva e, não satisfeita, conseguiu ainda o hat-trick em Sintra, ao vencer o Allianz Sintra Pro na Praia Grande em Sintra. Também na Praia Grande, a surfista de Cascais conquistou a Allianz Triple Crown, troféu especial interno da Liga MOCHE.

 

O título de campeã nacional foi, então, alcançado no Miss Sumol Cup, onde Carol conseguiu a sua quarta vitória consecutiva da temporada, um recorde na Liga. Carol Henrique sucede à cascalense Teresa Bonvalot, campeã da Liga em 2015 e 2014.

 

A Liga MOCHE 2016 ainda não terminou, falta uma derradeira etapa em Cascais, entre os dias 6 e 8 de outubro, mas Carol, que regressou recentemente a Portugal depois de ter estado a representar a Seleção Nacional no Mundial de Surf da Costa Rica, já sabe qual é o seu próximo objetivo: 

 

"Tenho vindo a dedicar-me e a treinar para poder estar no nível das tops do ranking.

Agora, o meu próximo objetivo é ganhar uma etapa do circuito mundial de qualificação da WSL"

 

- Foto: Pedro Mestre/Liga Moche

 

 

 

Perfil em destaque

  • Hugo De Sousa Cardoso Hugo De Sousa Cardoso

    "Só me comecei a dedicar realmente ao surf por volta dos 12 anos de idade, quando comecei a treinar com o Axel Bellino."

vimeo

 

 

Scroll To Top