Ondas que parecem intermináveis no Superbank australiano. Ondas que parecem intermináveis no Superbank australiano. Foto: Joli

Itens relacionados

sexta, 12 janeiro 2018 13:00

Cabedelo da Figueira podia ser o primeiro “Superbank” europeu

Por favor, deixem-nos sonhar... nem que seja por alguns segundos! 

 

Quando esta semana falámos sobre os 1.4 milhões de euros que vão ser investidos nas barras e portos de Vila do Conde e Póvoa de Varzim neste início de ano, aproveitámos também para fazer um paralelismo com o Superbank Australiano. 

 

A comparação não é absurda e muito menos ridícula, pois esta é uma situação que poderia mesmo materializar-se na Figueira da Foz (tendo a foz do rio Mondego como base). Na verdade, quer o rio Mondego quer o rio Tweed, que serve o Superbank Australiano, apresentam várias semelhanças. 

 

- Rio Mondego, à esquerda, e Rio Tweed, à direita. 

 

“O Superbank é pertinente nesta análise porque tem um sistema de “bypass” e os rios apresentam praticamente a mesma largura. Nós já estivemos por lá, para ver como funcionava, e de um dia para o outro, com o mesmo swell, passou a haver ondas, simplesmente porque se bombeou areia. É uma máquina de fazer ondas! Eles bombeiam de noite, porque sai mais barato em termos energéticos, e de um dia para o outro resolve-se o problema”, disse-nos Miguel Figueira, da SOS Cabedelo, na altura. 

 

 

Ora, é precisamente a semelhança de recorte e as caraterísticas entre a foz do Rio Tweed e do Mondego, bem como o recorrente défice de areia verificado a sul do Cabedelo (situação que também se verificava em Tweed Heads, Coolangatta), que nos levam a acreditar que a implementação de um “bypass” poderia ser a solução mais indicada para o caso da Figueira da Foz, assumindo-se assim de vez um verdadeiro projeto para mitigar o problema - que é real e apresenta custos astronómicos todos os anos. 

 

Isto já para não dizermos que o turismo português também precisa de um Superbank. Neste caso seria o primeiro a nível europeu… 

 

- O Superbank passou a ser o novo centro do surf na Gold Coast. 

 

O Superbank da Gold Coast, composto pelas ondas de Snapper Rocks, Greenmount, Little Marley e Kirra, foi criado em 2001 graças à implementação de um “bypass” no rio Tweed. Na altura, a câmara local contratou uma empresa para dragar e bombear as areias depositadas da foz do rio de forma a garantir a navegação em todos os momentos, mas também espalhar as areias. 

 

Ninguém antecipou o que estava para nascer - de um momento para o outro tubos de 20 segundos passaram a ser o prato do dia e em pouco tempo houve quem surfasse ondas de Snapper até Kirra! - até parece que já nos estamos a ver a correr uma onda do Cabedelo à praia da Cova Gala. 

 

Antes do Superbank era Burleigh Heads, situada mais acima na costa, que conquistava as atenções dos melhores surfistas da região, mas com o novo Superbank não tardou que este passasse a ser o centro do surf na Gold Coast - gerando +20 milhões de dólares todos os anos para a economia local. 

 

Sonho? Eventualmente. Mas já dizia o outro: deixem-nos sonhar! E já sabem o que se diz por aí... é que a grandeza de um Homem define-se pelo tamanho dos seus sonhos. ;)

 

Perfil em destaque

Scroll To Top