Frederico Morais, o melhor europeu no ranking 2017 e o único português do WCT. Frederico Morais, o melhor europeu no ranking 2017 e o único português do WCT. Foto: WSL/Tony Heff

Itens relacionados

sexta, 22 dezembro 2017 16:40

O World Tour 2018 desmontado em número de nações 

Deciframos o circuito mundial 2018 em número de países e atletas… 

 

Fechado o ano no surf profissional e com os rankings da World Surf League totalmente definidos, passamos à análise das nações que mais peso irão deter no World Tour do próximo ano - ou, pelo menos, as que estarão representadas com um maior número de surfistas. 

  

Dentre os 51 atletas que compõem o WCT 2018 (34 no masculino e 17 no feminino), confirma-se a hegemonia do Brasil na divisão masculina com 11 imponentes presenças no Top 34. Sem margem de dúvida, a nação mais representada entre os homens, a reclamar um terço das vagas, com a Austrália a surgir logo a seguir, com 8 surfistas, e os Estados Unidos, em terceiro lugar, com 6 presenças. 

 

Nas senhoras, a situação é bem diferente. A Austrália domina a tabela com 6 atletas e deixa o Havai e os Estados Unidos no segundo lugar com 4 surfistas cada. As restantes três vagas são preenchidas pela França (1), Nova Zelândia (1) e Brasil (1). 

 

Juntando as duas categorias, fazendo as contas por nações, tendo os 51 surfistas da elite no mesmo saco, chega-se à conclusão que, apesar do evidente declínio dos últimos anos, a Austrália ainda é a nação mais surf do planeta com 14 competidores “on Tour”. Segue-se o Brasil, em segundo lugar e em franco crescimento, acrescente-se, com 12 surfistas no total, seguido dos Estados Unidos com 10 presenças e o Havai com 8 (revelando-se a nação mais equilibrada com 4 atletas em cada categoria). 

 

Austrália - 14 presenças (8 masculino + 6 feminino)

Brasil - 12 presenças (11 masculino + 1 feminino)

EUA - 10 presenças (6 masculino + 4 feminino)

Havai - 8 presenças (4 masculino +  4 feminino)

França - 3 presenças (2 masculino + 1 feminino)

Portugal - 1 presença (1 masculino + 0 feminino)

África do Sul - 1 presença (1 masculino + 0 feminino)

Taiti - 1 presença (1 masculino + 0 feminino)

Nova Zelândia - 1 presença (0 masculino + 1 feminino)

 

Número de presenças por regiões do globo

 

América - 22 presenças

Austrália/Oceania - 15 presenças

Havai/Taiti - 9 presenças

Europa - 4 presenças

África - 1 presença

 

aqui os nomes que compõem a elite mundial em 2018. 

aqui o número de países do Top 100 da Qualifying Series em 2017. 

aqui as declarações de Frederico Morais às mudanças na Championship Tour.

 

--

AF

- Segue-nos no Facebook & Instagram -

Perfil em destaque

  • Oscar Cauchi Oscar Cauchi

    Jovem surfista belga a viver na cidade do Porto… 

Scroll To Top